Connect with us

Sociedade

Prémio Catoca de Jornalismo: Júri esclarece dúvidas aos profissionais da região Leste

Published

on

O presidente do júri do Prémio Catoca de Jornalismo, Teixeira Cândido, reuniu esta quinta-feira, 6, na cidade de Saurimo, província da Lunda Sul, com os jornalistas da região Leste de Angola, para prestar esclarecimentos à volta da categoria do “Jornalista do Leste”, uma das mais concorridas pelos profissionais da classe, que trabalham para os órgãos de comunicação social sediados nas províncias da Lunda Sul, Lunda Norte e Moxico.

Teixeira Cândido disse que o momento serviu para dissipar algumas dúvidas e omissões, resultantes da interpretação feita do regulamento do prémio, por parte dos jornalistas daquela parcela do território nacional.

O também Secretário Geral do Sindicato Nacional dos Jornalistas Angolanos fez saber, por outro lado, que “todo e qualquer profissional pode concorrer ao Prémio Catoca de Jornalismo, desde que reúne os requisitos necessários para o efeito”.

Esses requisitos passam, essencialmente, por apresentar um trabalho jornalístico realizado entre Fevereiro de 2022 e Abril de 2023, e divulgado através de um meio de comunicação social angolano.

As candidaturas estão abertas até ao dia 10 do corrente mês, através do e-mail [email protected], ou nas instalações da empresa em Talatona, Luanda ou em Saurimo, Lunda Sul.

De acordo ainda com Teixeira Cândido, cada profissional só poderá candidatar-se com um dos seus trabalhos e numa única categoria, das sete existentes no referido concurso.

A iniciativa do Prémio Catoca de Jornalismo enquadra-se no âmbito da responsabilidade social da Sociedade Mineira de Catoca, a quarta maior mina de diamante do mundo, a céu aberto, tendo como accionistas principais a ENDIAMA actualmente com 59% e a empresa multinacional russa, Alrosa, com 41%.