Connect with us

Economia

PREI: Estatísticas indicam que 74% dos operadores informais que transitaram para formalidade são mulheres

Published

on

A maioria dos operadores económicos informais que transitaram para formalidade no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI) é constituída por mulheres. A informação foi revelada na última terça-feira, durante habitual Briefing bissemanal doo Ministério da Economia e Planeamento, sobre o desemenho da economia angolana.

Segundo o Coordenador Técnico do PREI, Adriano Celso Borja,  a campanha de formalização permitiu a transição global de 168 mil empreendedores transitaram para a economia formal, e deste número 74% são mulheres e 26% são homens”.

Entre as províncias que mais formalizaram, Luanda lidera com 52%, segue-se a Huíla com 12% e o Namibe com 8% do universo dos formalizados.
As jornadas de campo do PREI vão chegar às províncias do Cuanza Sul, na próxima quinta-feira, 26, em Benguela, na próxima segunda-feira, 30, e ao Cuando Cubango na terça-feira 31. Por confirmar está a data para Cabinda.

Adriano Celso Borja diz que está projectado pela comissão multissectorial que nos próximos dias sejam registados e formalizados no máximo mais 32.000 empreendedores. Esse número poderá elevar para 200.000 operadores económicos formalizados até ao final do primeiro ciclo do PREI.

Até ao momento o Programa de Reconversão da Economia Informal já passou pelas capitais das províncias de Malanje, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Cuanza Norte, Huambo, Bié, Huambo, Huíla, Cunene, Namibe e decorre nas províncias de Luanda, Zaire, Bengo e Uíge.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Esmeralda Joaquim

    26/05/2022 at 4:14 pm

    Iludindo as senhoras…vendendo falsos sonhos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD