Connect with us

Politica

Praias, balneários e piscinas encerrados a partir de hoje

Published

on

O Executivo angolano determinou, esta quinta-feira, o encerramento das praias no país, como forma de conter o alastramento do contágio da covid-19.

A proibição do acesso às praias consta no novo Decreto Presidencial sobre o Estado de Calamidade Pública, que entra em vigor de 1 a 30 de Outubro.

A medida, de acordo com o ministro, incluiu a proibição do acesso às zonas balneares e piscinas públicas.

Segundo o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, a intenção é conter o aumento de casos positivos e de mortes no país.

Esta medida surge 15 dias depois de as praias e piscinas terem sido reabertas ao público em Angola, volvidos dois anos de interdição para conter a progressão da covid-19.

Nos últimos oito dias, o país registou mais de dois mil casos positivos e a morte de 100 pacientes.

O ministro apelou à necessidade do rigor no processo de fiscalização, para o cumprimento das medidas, como forma de se evitar o aumento de casos positivos e mortes no país.

Em relação às demais medidas do anterior decreto, Adão de Almeida frisou não terem sido alteradas, exigindo-se apenas dos cidadãos senso de responsabilidade para se reduzir os números.

Dados indicam que, ao longo do mês, foram registados 14.459 casos positivos, dos quais 558 óbitos.

Por Angop 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (25)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (27)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (91)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (22)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania