Connect with us

Politica

PR autoriza intervenção urgente na linha de comboio Luanda-Aeroporto

Published

on

Após constatar circulação anormal de pessoas em perímetros que deveriam ser inacessíveis ao público, no troço que liga a estação ferroviária do Bungo, à Baixa de Luanda, até ao Aeroporto Internacional António Agostinho Neto, em Icolo e Bengo, o Presidente da República, João Lourenço, autorizou despesa e a formalização da abertura do procedimento de Contratação Emergencial para segregação da via.

Assim sendo, o titular do poder executivo autorizou contratos de empreitada para a segregação do corredor ferroviário do Caminho de Ferro de Luanda no troço Bungo-Aeroporto Internacional Dr António Agostinho Neto, etapa emergencial; de elaboração dos projectos, coordenação e gestão da empreitada para a segregação do Caminho de Ferro de Luanda no troço Bungo-Aeroporto Internacional Dr António Agostinho Neto, etapa emergencial; e de fiscalização da empreitada para a segregação do corredor ferroviário do Caminho de Ferro de Luanda no troço Bungo-Aeroporto Internacional Dr António Agostinho Neto, etapa emergencial.

De acordo com a presidência, “persistem os inúmeros constrangimentos de segurança da exploração ferroviária, que levam a perdas humanas diárias; o furto e vandalização do material circulante e da linha; o depósito de resíduos sólidos; a venda ambulante e a redução da velocidade normal dos comboios, havendo por isso a necessidade urgente de inverter o actual quadro, dentro do programa para o melhoramento da qualidade das infra-estruturas existentes e a prestação de serviços de atendimento aos passageiros”.

De recordar que esta quarta-feira, 05, o Chefe de Estado angolano efectuou uma viagem de 45 quilómetros para verificar o estado da via, tendo em conta o início de voos internacionais no novo aeroporto, previsto para o final deste ano.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Tony

    06/06/2024 at 10:21 pm

    A solucao e acabar com o Povo e fica so o Governo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *