Connect with us

TRANSPORTES

Porto do Namibe com quatro novas embarcações no próximo ano

Published

on

O Porto do Namibe vai contar a partir do primeiro trimestre do próximo ano, com quatro novas embarcações de última geração, como forma de alavancar o desenvolvimento económico de corredores económicos nacionais.

Tratam-se de dois rebocadores ASD 2813, um Pushy Cat 1004 e um Stan Pilot 1905, adquiridos ao abrigo de um contrato assinado em Abril de 2024, entre o Ministério dos Transportes e o governo japonês que os financiou, através das empresas Damen Shipyards Group e a Toyota Tsusho.

O Ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D’Abreu, considerou, na ocasião, os portos e a actividade de navegação, relevantes para alavancar o desenvolvimento dos corredores económicos nacionais, e mostrou-se satisfeito com os resultados da parceria.

O governante anunciou, por outro lado, o lançamento, no segundo semestre deste ano, do concurso internacional para a concessão da gestão do Corredor Sul, do qual o Porto do Namibe é parte integrante.

“Os portos são uma parte fundamental da equação do desenvolvimento das economias dos países que têm na água um meio de transporte, quer de passageiros,  quer de carga geral e contentorizada, ter portos eficientes,  é determinante para a competitividade de Angola e para a sua melhor integração nas cadeias logísticas globais, assim como nos circuitos comerciais internacionais”

“Reforçar no primeiro trimestre de 2025, a operação e a eficiência do Porto do Namibe significa criar mais-valias acrescidas para o Corredor Sul, que colocaremos a concurso no decorrer do segundo semestre deste ano”, lembra o Ministro dos Transportes.

O projecto de desenvolvimento portuário da zona Sul do país inclui, entre outras medidas, a ampliação do terminal de contentores do Namibe,  e a construção de um novo terminal para permitir que navios de maior dimensão e de maior calado,  façam escala no Porto do Lobito, e aumentem a sua capacidade de movimentação de carga.

Na sequência da assinatura e cumprimento deste contrato, está prevista a dinamização da actividade portuária no sentido de que crie na região mais oportunidades de emprego e capacite o país para operar de forma mais independente no transporte das mercadorias importadas e exportadas, com o objectivo de reduzir os custos de transporte e impulsionar o crescimento da economia nacional.  A data de entrega dos quatro navios,  está agendada para o primeiro trimestre de 2025.

A velocidade relativa da entrega,  é facilitada pela experiência da Damen,  na construção de navios em série, que lhe permite tê-los prontos para entrega com regularidade.

De acordo com uma nota do ministério dos Transportes, a construção dos navios destinados ao Porto do Namibe  por parte dos construtores,  iniciou nos estaleiros Damen Gorinchem, na Holanda (Pushy Cat 1004), nos estaleiros Damen Antalya, na Turquia (Stan Pilot 1905) e no estaleiro Damen Song Cam, no Vietname (ASD Tugs 2813), antes mesmo de receber o pedido.

A Damen,  recebeu ao abrigo deste contrato de financiamento para Angola, e pela primeira vez, uma encomenda da Toyota Tsusho. A empresa japonesa tem presença global com um portfólio diversificado.

Além de apoiar actividades empresariais da Toyota Motors, também actua nos sectores industrial, comercial e de consumo.

A Toyota Tsusho colabora frequentemente com o governo japonês em projectos de infra- estruturas em todo o mundo, e tem uma longa história em Angola, uma vez que comercializa os seus automóveis no país desde 1966. “

O projecto de desenvolvimento portuário em curso,  permite o aumento dos volumes de movimentação de carga no Porto do Namibe”, disse o Director-Geral do Departamento de Energia e de Infra-estruturas para África da Toyota Tsusho, Hiroumi ohara.

“Para permitir o aumento da sua actividade através do alargamento substancial da movimentação e carga, o porto necessita de barcos novos e de alta qualidade,  contactámos, por isso, a Damen, cientes da reputação da empresa e da sua capacidade de entrega de embarcações de alto desempenho em períodos curtos, esperamos cooperar com a Damen durante a construção destes novos navios, que vão seguramente ter um papel importante no crescimento da economia angolana nos próximos anos”, disse ainda aquele responsável.

Já o Director Regional de Vendas para a Ásia-Pacífico da Damen, Thomas Rowekamp, considera que “trabalhar com um novo cliente pela primeira vez é sempre um momento de orgulho.

“Dada a natureza deste contrato, que encerra um potencial significativo para Angola, estamos particularmente satisfeitos por termos sido selecionados pela Toyota Tsusho,  estamos, por isso, ansiosos para trabalharmos juntos na entrega destes quatro navios e construir uma relação de parceria a longo prazo.”

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *