Connect with us

Angola que dá certo

Pólo de Viana ganha refinaria de ouro

Published

on

O lançamento da primeira pedra para a construção de uma refinaria de ouro acontece, na última semana deste mês de Junho,  no Pólo Industrial de Viana, em Luanda.

De acordo com a publicação do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, a que a ANGOP teve acesso, a  refinaria de ouro de Luanda resulta da aposta do Executivo em promover a cadeia de valor dos minerais no país, desde a pesquisa e prospecção, passando pela exploração, transformação e comercialização.

A construção da refinaria, com duração prevista de 12 meses, conta com um investimento da Geoangol, uma unidade da Endiama que terá mais 83% das acções.

O empreendimento já arrancou com o recrutamento e selecção de 24 dos 30 futuros trabalhadores, em termos de empregos directos.

O pessoal recrutado nesta fase beneficiará de treinamento no exterior do país, enquanto na fase de construção da refinaria prevê-se empregar mais cerca de 80 pessoas.

Em Angola são conhecidos 28 projectos de ouro, dos quais 20 estão na fase de prospecção, oito já possuem títulos de exploração e dois iniciaram a produção e comercialização.

De acordo com estatísticas a que a ANGOP teve acesso, em 2020, o resultado da produção do  subsector de ouro foi de 1 887 onças, das 5 441 perspectivadas, tendo-se 34,70% de execução.

Em 2021 foram extraídas 1 137 onças, das 7 500 projectadas, representando uma execução de 13,82%, de acordo com dados do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás.

Investimentos acima dos USD 60 milhões

O subsector do ouro conta com um investimento cifrado em 62,9 milhões de dólares, dos quais USD 48,6 milhões na exploração e USD 14,3 milhões na prospecção.

Os investimentos foram aplicados em 32 projectos, estando 10 em fase de exploração, espalhados em diversas províncias do país.

O sector prevê, um investimento total de USD 278,68 milhões na exploração e 41,96 milhões na prospecção, para os próximos tempos.

Projectos na fase de exploração para produção destaca-se acções em Chipindo (Huila),Gandavira e Samboto (Huambo) e Buço-Zau (Cabinda).

Outros projectos prontos para iniciar a produção são o Lombe Mining, Mongo Mongo, Lufo e Chiaca (Cabinda), Mpopo e Mapele ( Huíla).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD