Connect with us

Sociedade

Polícias que mataram jovens na Ponte Molhada condenados a 22 anos de prisão

Published

on

O Tribunal de Comarca de Belas condenou no início desta semana dois agentes da Brigada de Motorizada da Polícia Nacional, pertencentes ao comando do Talatona, a 22 anos de prisão, por ter ficado provado o cometimento do crime de homicídio qualificado contra dois jovens, na Ponte Molhada, em Luanda.

Na segunda Secção dos Crimes Comuns onde foram julgados, os agentes Florindo Rodrigues e Juelme Matias responderam pelas mortes de dois jovens, nomeadamente Luís Falcão e Hélder Cavulo, de 19 e 22 anos de idade, respectivamente, que foram surpreendidos enquanto circulavam na via pública, na zona do Talatona, numa motorizada, no dia 2 de Fevereiro de 2022.

Nos autos consta que havia um cidadão que denunciou ter sido vítima de um assalto, protagonizado por dois jovens de motorizada, tendo dado as características.

Os polícias puseram-se em campo a procura dos jovens e deram de cara com as vítimas que, supostamente, tinham as mesmas características dada pelo assaltado. A versão dos agentes apresentada durante as audiências é de que estes jovens eram marginais, e estavam armados e que os polícias responderam aos disparos de arma de fogo.

Chamado em Tribunal, o comandante do Talatona confirmou a informação de que estes jovens, as vítimas, no caso, não têm antecedentes criminais.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas