Connect with us

Sociedade

Polícia reforça patrulhamento no Sambizanga após desactivação da “Turma do Apito”

Published

on

A Polícia Nacional diz ter reforçado o patrulhamento no Distrito Urbano do Sambizanga, após o pânico registado recentemente, resultante de desactivação da brigada da “Turma do Apito”.

De acordo com o Director de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial de Luanda, Superintendente Nestor Goubel, foi montado um posto comando para devolver o sentimento de segurança aos cidadãos daquela parcela de Luanda.

Goubel disse, por outro lado, que 39 cidadãos foram detidos durante as 24 horas, por estarem supostamente envolvidos no cometimento de vários crimes.

No início da semana, moradores do Sambizanga disseram estar agastados com a desactivação da brigada da “Turma do Apito”. Segundo afirmaram, o trabalho realizado pela organização conferia o sentimento de segurança nos bairros e já havia redução da criminalidade. Em declarações na terça-feira, 05, ao Correio da Kianda, os mesmos pediram “que se reactivem as brigadas”.

Por sua vez, as autoridades justificam a desactivação da brigada com o facto de que os mesmos praticavam actos não abonatórios, que chegam mesmo a usurpar as funções da Polícia, segundo o porta-voz da DIIP.

Segundo o Inspector Chefe Quintino Ferreira, alguns membros da Turma do Apito estão sob custódia da polícia e explica as razões:

“As acções naquela localidade se traduzem em ofensas à integridade física, tratamento desumano, acrescentando que a organização fugia daquilo que são as suas responsabilidades enquanto uma entidade de vigilância comunitária”, referiu.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.