Connect with us

Destaques

Polícia Nacional diz não ter sido notificada da reabertura dos templos da IURD

Published

on

A Polícia Nacional considerou hoje, quarta-feira, 20, a reabertura dos templos da Igreja Universal,  como tendo sido efectuado à margem da lei,  apesar da  recente decisão do tribunal que decidiu a favor da ala brasileira, ordenando o descongelamento de todos os seus bens.

De acordo com o Porta-Voz da da coorporação em Luanda, Nestor Goubel, a Polícia voltou a encerrar os templos porque até ao momento não recebeu nenhuma notificacão do Tribunal.
“ Tendo-se constatado a violação dos selos apostos pelas autoridades competentes, em alguns Templos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), o Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, repudia tal prática, porquanto os cidadãos que assim procederam, não estão munidos de qualquer mandado que legitime a retomada dos imóveis apreendidos no decorrer do processo instaurado”, disse.

Nesses termos , continuou, o Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional tomará as medidas julgadas pertinentes, para que os imóveis apreendidos não sejam utilizados, até que as autoridades judiciais emitam o termo de entrega que legitime a entidade que deverá receber os imóveis apreendidos.
Os templos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola, cuja reabertura foi anunciada na terça-feira, 12,  voltaram a ser encerrados e, segundo apurou o Ciorreio da Kianda, serão entregues à direcção “legitimada pelo Governo”, de acordo com Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR), entidade que é igualmente fiel depositária dos templos que estavam apreendidos por ordem da Procuradoria-Geral da República (PGR).
Em entrevista a Rádio Nacional de Angola, o director-geral adjunto do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR), Ambrósio Micolo, reconheceu que o tribunal decidiu devolver o património que estava sob arresto, à igreja sob-liderança da ala brasileira,  mas disse que “é preciso que o tribunal notifique o INAR para que este seja autorizado a fazer a entrega e possa autorizar a reabertura dos templos”

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas