Connect with us

Politica

“Polícia Nacional deve ser educada a ter amor ao povo”, diz UNITA  

António Cassoma

Published

on

A União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA) repudiou, nesta quarta-feira, 15, em nota, a qual o Correio da Kianda teve acesso, a morte do jovem José Kilamba, de 23 anos, assassinado a tiro por um agente da Polícia Nacional, no Prenda.

No documento, assinado pelo seu secretário geral, Daniel Chicuamanga, a UNITA reprovou o uso da força excessiva por parte do agente e apela ao Ministério do Interior o não uso de armas de guerra no policiamento de proximidade.

“Condenamos, veemente, o uso da força excessiva por parte do agente da Polícia Nacional  que vitimou o jovem na zona do Prenda. Apelamos que a polícia faça mais investimento na formação técnica, tecnológica, moral e cívica dos seus efectivos para uma melhor garantia da segurança pública”, diz a UNITA no comunicado.

O maior partido na oposição também apelou, igualmente, ao Ministério do Interior a dotar os seus efectivos com equipamentos próprios e “não com armas de guerra usadas contra civis indefesos”.

“Na sua acção, a Polícia Nacional deve ser educada a ter amor ao povo que jurou proteger”, disse.

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania