Connect with us

Sociedade

Polícia Nacional detém cidadãos que incendiaram casa de jovem acusado de matar namorada

Published

on

A Polícia Nacional no Cuanza Norte deteve vinte cidadãos por actos de desacato e arruaça protagonizados no dia 28 do mês corrente, na cidade de Ndalatando.

Os cidadãos detidos, de acordo com uma nota da polícia local, estiveram envolvidos em actos de perturbação pública e vandalismo, na sequência da morte, no dia 19 do mês em curso, de um dos seus familiares, uma jovem, por presumível agressão física do namorado.

Segundo o comunicado, o presumível autor da agressão física tinha sido detido pelo Serviço de Investigação Criminal e presente ao Ministério Público e ao juiz de garantia, que aplicou-lhe a medida de coacção sob termo de identidade e residência.

Insatisfeitos com esta medida imposta ao acusado, no dia 28 do mês em curso, data do funeral, os familiares e alguns populares tomaram a iniciativa de realizar um cortejo fúnebre pacífico pelas artérias da cidade de Ndalatando que evoluiu para um evento violento, ao transitarem pela rua em que reside o presumível autor.

“Os infractores empunharam objectos, vandalizaram a residência e duas viaturas do acusado”, lê-se na nota.

Cuanza Norte: familiares de jovem morta pelo namorado incendeiam casa do acusado