Connect with us

Sociedade

Polícia em Luanda acusada de ter agredido verbal e fisicamente juiz do Cuanza Norte

Published

on

A Polícia Nacional em Luanda está a ser acusada pelo Tribunal do Cuanza Norte, de ter agredido, na semana finda, um juiz proveniente do Cuanza Norte, que se encontrava na capital para consultas médicas.

Segundo um ofício a que o Correio da Kianda teve acesso, e que já circula nas redes sociais, Júlio do Amaral Baltazar, Juiz de Direito colocado no Tribunal de Comarca de Cambambe, cidade do Dondo, província do Cuanza Norte, encontra-se em Luanda por deliberação do Conselho Superior da Magistratura Judicial, de 22 de Julho do ano passado.

No dia 2 de Dezembro do corrente ano, o juiz, que se encontra em tratamento médico em Luanda, segundo avança o ofício assinado pelo Juiz de Direito do Tribunal Provincial do Cuanza Norte, foi alvo de agressões físicas e verbais na esquadra 32ª,  afecta ao comando de divisão da Polícia Nacional da Urbanização Nova Vida, município do Kilamba Kiaxi, mesmo depois de se ter identificado como magistrado.

Segundo o ofício, o colectivo de magistrados daquela província acima referida, que manifesta-se solidário com o juiz supostamente agredido em Luanda, por considerarem o comportamento dos agentes da Polícia contra o juiz como sendo humilhante, pedem responsabilização dos presumíveis implicados.

Face ao exposto, o Correio da Kianda contactou o Gabinete de Comunicação Institucional do Comando Provincial de Luanda, de forma a apurar a denúncia, mas acabamos por ser informados, até ao fecho desta matéria, que o caso não era ainda, do conhecimento do referido Comando Provincial.

Por: Dumbo António