Connect with us

Angola que dá certo

PIIM: 22 municípios terão serviços integrados do MININT

Published

on

A Direcção de Infra-estruturas e Equipamentos do Ministério do Interior promoveu, nesta quarta-feira, 06, um seminário online sobre “Metodologia para o Acompanhamento das Obras do MININT inseridas no PIIM (Programa Integrado de Intervenção nos Municípios).

A acção formativa, cuja cerimónia de abertura coube ao ministro do Interior, Eugénio César Laborinho, contou com prelectores afectos ao Ministério do Interior, nomeadamente das Direcções de Infraestruturas e Equipamentos do MININT e de Planeamento e Finanças, igualmente, do MININT.

Aproveitando a participação virtual de todos os responsáveis de Infra-estruturas e Equipamentos dos órgãos executivos directos e provinciais, assim como alguns técnicos de Finanças do MININT, o ministro fez saber que, com o PIIM, 22 municípios do país vão ganhar serviços integrados.

“Ao Ministério do Interior coube, no âmbito do PIIM, 31 projectos, dentre os quais, 22 serviços integrados municipais que permitirão acomodar com maior dignidade as forças e serviços do MININT nos municípios contemplados, nove projectos de continuidade que, por via do Investimento disponibilizado, permitirá a conclusão de 3 estabelecimentos penitenciários e, por conseguinte, melhorará a acomodação condigna aos reclusos, nas províncias do Cuanza Sul, Cabinda e Moxico, bem como a conclusão da Direcção Provincial de Investigação Criminal de 3 Cabinda, Uma Esquadra de Polícia de grande porte em Luanda, o apetrechamento dos serviços médicos de Cabinda, Lunda Sul e Saurimo” rematou, Eugénio Laborinho.

Para o ministro, a construção dos serviços integrados vai melhorar a condição social dos efectivos e dos próprios cidadãos que muito precisam, neste sentido.

“As infra-estruturas que serão construídas para albergar os serviços que integram os órgãos do Ministério do Interior vão, seguramente, conferir maior dignidade ao efectivo e aos cidadãos que à elas recorrerem, pelo que, temos, com este seminário, a oportunidade de debater de forma transparente, sem qualquer limitação, todos os aspectos indispensáveis a execução exitosa dos referidos projectos, de forma a termos um bem duradouro que possa servir os nossos interesses profissionais e do cidadão, a quem prestamos o nosso serviço” concluiu, Eugénio Laborinho.

Entre os assuntos em abordagem estiveram as regras de execução orçamental no âmbito do PIIM e o acompanhamento e fiscalização das obras do MININT inseridas no Programa.

Participaram do evento o Secretário de Estado do Interior, inspector-geral do MININT, membros do Conselho Consultivo do MININT e técnicos das Finanças, infra-estruturas e do GCII do MININT.