Connect with us

Eleições 2022

PHA e P. NJANGO reconhecem vitória do MPLA

Published

on

As formações políticas concorrentes nas últimas eleições de 24 de Agosto, Partido Humanista de Angola (PHA) e Partido Nacionalista para Justiça de Angola (P. NJANGO) foram unânimes em aceitar os resultados definitivos divulgados pela CNE dando vitória ao MPLA com cerca de 51% dos votos, elegendo assim, 124 deputados a Assembleia Nacional e reelegendo João Lourenço com Presidente da República por mais cinco anos.

Para a líder do PHA, Bela Malaquias, única mulher que concorreu nas eleições, disse que os resultados obtidos pela sua formação política são reais e reflectem o pouco tempo de campanha que tiveram e reconhece a Vitória do MPLA e a eleição de João Lourenço como Presidente da República dos próximos 5 anos.

“Aceitamos os resultados por aquilo que foi o nosso desempenho e falamos por nos”.

Para a dirigente partidária, tiveram pouco tempo para fazer o trabalho, mas alcançaram votos suficientes para eleger dois Deputados. Bela Malaquias justifica que o trabalho do seu partido não foi apenas caçar votos foi também dar a conhecer da existência do PHA, tendo acrescentado que se fossem conhecidos no panorama político nacional há mais tempo, teriam muito mais assentos parlamentares.

A nova espirante a candidatura a Presidência da República diz que dar-se por satisfeita com os resultados alcançados neste pleito, que viu o seu partido a eleger dois deputados a Assembleia Nacional.

O P.NJANGO, partido liderado por Dinho Chingunji, também reconhece a vitória dos ‘camaradas’ e assume fracasso dos resultados eleitoral.

Na voz do seu porta-voz, José Samacaca, aceita os resultados e pede ao partido vencedor maior inclusão governativa nos próximos qüinqüênio 2022-2027.

“Felicitar o partido vencedor MPLA, seu seja bom para o país e bom para os Angolanos, bom para os interesses de Angola do ponto de vista político e econômico”, disse.

O responsável do P. NJANGO espera que o MPLA trabalhe com todas as valências e activos dos angolanos com base na meritocracia, “mas do que ficarmos presos e amarrados no clientelismo e na militância”, que no seu entender tem contribuído para travar o progresso do país.

O P.NJANGO e o PHA concorreram pela primeira vez nestas eleições de 24 de Agosto de 2022, onde alcançou o último lugar com número de votos que representam 0.43%, sem no entanto eleger qualquer deputado.