Connect with us

Justiça

PGR passa a “pente fino” governação de Mara Quiosa

Published

on

A Procuradoria Geral da República no Bengo, está a investigar a gestão da governadora local, Mara Regina da Silva Baptista Domingos Quiosa.  O objetivo da investigação, é apurar a ocorrência de possíveis irregularidades em contratos públicos, nomeadamente, de obras de construção e reabilitação na Província, Segundo apurou o Correio da Kianda de fonte judicial nas “Terras do Jacaré Bangão”.

Mara Quiosa e outros altos funcionários ligados ao Governo Provincial, são suspeitos de má gestão da coisa Pública, o que levou a  PGR a fazer apreensões de computadores e telefones dos principais colaboradores e funcionários do governo.

A fonte que temos vindo a citar, avança que, existem fortes indícios da prática de crime de nepotismo, peculato e branqueamento de capitais, num processo que ja se encontra em investigação na Direcção de Investigação e Acção Penal da PGR, por isso mesmo, “Mara Quiosa está proibida de sair da Província, sem uma autorização do titular do poder executivo”.

Recorde-se que, recentemente, um grupo de cidadãos naturais e residentes no Bengo, exigem a exoneração pelo Presidente da República, João Lourenço, da governadora local, Mara Quiosa, devido ao que consideram “estado deplorável e de abandono” a que as “terras do jacaré bangão estão votadas”.

Na petição pública, os cidadãos denunciam gestão danosa da Governadora Provincial, Mara Quiosa, a quem acusam de “flagrantes actos de corrupção, nepotismo e peculato, por um lado, e por outro, praticados pelos membros do seu pelouro com o encobrimento e advocacia da senhora governadora”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *