Connect with us

Justiça

PGR investiga venda dos terrenos dos CFL

Published

on

O procurador-geral da República , Hélder Pitta Grós, confirmou ontem que a PGR está a investigar a venda de um terreno do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) que envolve o ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás.

“Isto é um assunto público, já chegou a toda gente e a Procuradoria-Geral da República (PGR) está a fazer aquilo que é a sua missão como faz em todos os casos quando toma conhecimento de factos como estes”, respondeu o magistrado quando interrogado pelos jornalistas sobre o assunto.

Segundo despacho nº 178/11 de Agosto de 2011, que circulam nas redes sociais, Augusto da Silva Tomás, nas vestes de ministro dos Transportes, delegou poderes ao presidente do Conselho de Administração da Empresa do Caminho-de-Ferro de Luanda-EP, Osvaldo Lobo do Nascimento, para fazer a assinatura da Escritura que transfere os direitos de posse de um terreno pertencente à essa entidade estatal para a GBE-Empreendimentos e Participações-Lda. Esta em-presa, por sua vez, vende o espaço à Embaixada da República Popular da China, para a construção de novas instalações daquela missão diplomática, no valor de mais de 78 milhões de dólares.

Augusto da Silva Tomás, que está em prisão preventiva há quase um mês, já responde por outro processo relacionado com acusações de desvio de fundos do Conselho Nacional de Carregadores.

C/JA

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *