Connect with us

Politica

PGR “estremece” Empresarios que supostamente enriqueceram de forma Ilícita

Published

on

Se por um lado a sociedade civil aplaude o trabalho da PGR, que dá corpo as palavras do Titular do poder Executivo por altura da sua Tomada, em como “Ninguém é suficientemente rico que não possa ser punido, ninguém é pobre demais que não possa ser protegido“, a classe de ex-Governantes, com especial realce para os que foram recentemente afastados do “núcleo duro” encontram-se ao rubro no seguimento das detenções que se tem estado a verificar nas últimas semanas.

O correio da kianda soube, que para além de ex-governantes, a Procuradoria Geral da República estará a investigar também, pessoas que durante muitos anos, tornaram-se ricos de forma ilícita através de tráfego de influências.

Até ao momento já foram detidos o ex-ministro dos Transportes Augusto da Silva Tomás, e Ex-Directores, gestores públicos, acusados dos crimes de gestão danosa, branqueamento de capitais, corrupção e peculato.

A sociedade civil, tem estado a enaltecer o trabalho das investigações que têm sido levado a cabo pela Procuradoria Geral da República.