Connect with us

Politica

PGR apreende viaturas avaliadas em mais de USD um milhão arroladas no processo “Major Lussati”

Published

on

O Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SENRA) da Procuradoria-Geral da República (PGR) apreendeu catorze viaturas avaliadas em mais de um milhão de dólares no quadro da retirada de bens da empresa Samoma BIG Limitada, arrolada no processo “Major Lussati”.

As mesmas foram apreendidas no bairro Tchioco, arredores do Lubango, na Huíla, no âmbito da Lei de Repatriamento Coercivo e Perda Alargada de Bens, após leilão.

Segundo a PGR, o suposto envolvimento da referida sociedade comercial no “Caso Lussati” remonta a Julho de 2021, quando o estabelecimento foi alvo de buscas e apreensão ordenadas pelo SENRA, sob alegação de que teria beneficiado de recursos desviados pelo cidadão José Tchiwana, arguido no referido processo.

Estabelecimento comercial de venda de automóveis, a empresa Samoma BIG Lda, foi criada em 2011, por Inácio Samoma, “é terceiro de má-fé”, conforme a Lei n.º 15/18, de 26 de Dezembro, sobre o Repatriamento Coercivo e Perda Alargada de Bens.

O principal arguido do caso, Pedro Lussati foi condenado, a 10 de Novembro de 2022, a 14 anos de prisão e 100 dias de multa pelos crimes de peculato, fraude no transporte de moeda e branqueamento de capitais.

Colunistas