Connect with us

Justiça

PGR apreende capital social do general “Dino” na Unitel

Published

on

A Procurador-geral da República, anunciou hoje que o Serviço Nacional de Recuperação de Ativos “procedeu à apreensão de 25% das participações sociais que a sociedade comercial Geni detém no capital social da Unitel”.

A Geni é propriedade do general Leopoldino do Nascimento “Dino”, que integrou os serviços da Presidência da República, ao tempo do ex-presidente José Eduardo dos Santos e do antigo vice-presidente Manuel Vicente.

 Os 25% apreendidos constituem a parte do capital social da Unitel que era detida pelo general Leopoldino do Nascimento “Dino”.

 Numa nota tornada publlica, hoje, sexta-feira, a PGR explica que a apreensão decorre de um processo de investigação patrimonial e financeiro, relacionado com o processo-crime instaurado pela Direção Nacional de Investigação e Ação Penal (DNIAP), um órgão da Procuradoria-Geral da República angolana.

“Para fiel depositário das referidas participações sociais foi nomeado o Instituto de Gestão de Ativos e Participações do Estado (IGAPE)”, conforme estipula o Código do Processo Penal e o decreto presidencial n.º 72/20, de 20 de março..

Com esta apreensão, o Estado angolano passa a deter a totalidade do capital social da Unitel.

Metade do capital social da Unitel é detida pela Sonangol, que ficou com os 25% que pertenciam à Isabel dos Santos, através de uma decisão do Tribunal Supremo das Ilhas Virgens Britânicas.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *