Connect with us

Desporto

Petro vence Sagrada Esperança e consolida liderança na Liga africana

Published

on

O Petro de Luanda quebrou, este sábado, a malapata dos últimos dois anos ante o Sagrada Esperança, ao vencer, por 1-0, o inédito confronto entre equipas angolanas na Liga Africana dos Clubes Campeões em futebol e consolidou o camando do grupo D, com sete pontos.

Tiago Azulão foi o autor do golo, aos 33 minutos, na transformação de um penalte, a castigar falta sobre o companheiro Gleison, que fora ceifado, na área, pelo guarda-redes “lunda”, Leonardo, no jogo pontuável à terceira jornada da série, realizado no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

O Petro havia ganho a formação diamantífera pela última vez em Setembro de 2019, em jogo referente ao Girabola, por 1-0, e daí em diante averbou quatro derrotas, sendo duas no campeonato nacional, época 2020/21, um na Supertaça deste ano e outra na primeira volta do presente Girabola (2021/22).

Esta tarde, os comanados de Alexandre Santos cedo demonstraram querer inveter a má tendência, pelo que valeu a postura atacante apresentada desde o início.

Apoiados pela maioria dos cerca de 20 mil adeptos presentes, os petrolíferos começaram por dominar os primeiros 15 minutos, levando perigo à baliza do adversário, que, pragmático,  parecia estar ainda em estudo do oponente e só algum tempo depois soltou-se na construção do seu jogo ofensivo.

Os lundas, que jogaram na condição de visitados, acertaram e passaram a chegar com frequência ao último reduto contrário a procura do golo, mas foram os tricolores quem alcançaram a vantagem, ainda antes do intervalo.

Na etapa complementar, prevaleceu o equilíbrio e nem mesmo as mudanças operadas pelos técnicos trouxe qualquer alteração.

Carlinhos rendeu Água Doce e Adó Pena entrou para o lugar de Mateus por forma a dinamizar o ataque do Sagrada, que viu, no curto espaço de  três minutos (62’ e 65’), Anderson e Lépua falharem duas oportunidades de golo. O primeiro atirou por cima da baliza, enquanto o segundo, em posição privilegiada, permitiu o corte de um contrário para canto.

No entanto, os esforços tendentes a evitar o desaire e conseguir, pelo menos, um ponto começaram a esfumar-se aos 66 minutos, quando Caranga foi expulso, cartão vermelho, por acumulação de amarelo.

Para a mesma jornada jogam, ainda esta noite, em Casablanca, Wydad do Marrocos e Zamalek do Egipto, respectivamente, segundo e terceiro classificados do grupo com três e dois pontos.

Petro e Sagrada voltam a defrontar-se, para a quarta jornada da Liga africana, a 11 de Março próximo, no mesmo recinto.

O Sagrada mantém-se na quarta e última posição da série com um ponto.

 

C/ Angop