Connect with us

Futebol Africano

Petro de Luanda eliminado da liga africana de clubes

Published

on

O Petro de Luanda foi eliminado da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, ao empatar diante do Wydad de Casablanca, por 1-1, em jogo da segunda “mão” das meias-finais da prova, disputado hoje, sexta-feira, no Estádio Mohammed V, em Marrocos.

Os golos da partida foram marcados por Gleison, aos 22 minutos, e Farhane (29´), este da parte da equipa anfitriã.

No cômputo das duas “mão” o resultado é de 2-4, já que em Luanda, os petrolíferos perderam por 1-3.     

Mesmo em desvantagem do primeiro encontro, apesar de actuar em terreno alheio, o representante angolano entrou com uma postura determinante, que lhe permitiu inaugurar o marcador, emudecendo as bancadas “rubras” do estádio, quase repleto dos adeptos locais.     

Tudo parecia favorável aos caseiros, que visivelmente exibiam um jogo calculista e pautado pela troca de bola de forma um pouco lenta, muito bem aproveitado pelo atacante do Petro, que desfere um remate colocado sem hipóteses de defesa do guarda-redes Tagnaouti, aos 22.

Na resposta, a formação marroquina despertada ofensivamente, faz com que o oponente tenha de recorrer ao esférico para fora do campo. Desta, volvidos mais nove minutos, na cobrança de um canto, a bola é desviada para à baliza do guardião Wellington, que apenas vê o estremecer da rede.

Assim, o desafio chega ao intervalo com a igualdade de uma bola para cada lado. Em reatamento, o árbitro sul-africano (origem portuguesa) Victor Gomes, anula um golo do Wydad, que foi precedido de mão a bola.      

Já na fase derradeira, a tónica do jogo era pautada por um certo equilíbrio, com os visitantes a mostrarem-se um pouco mais atrevidos, mas sempre contando com a réplica dos anfitriões, que pareciam satisfeitos com o permanente resultado.                              

Com a igualdade, o Petro fica afastada da competição, onde já esteve em 2001, quanto que o Wydad passa para final, defrontando o vencedor do encontro entre o Al Ahaly do Egipto e o Sportive de Setif da Argélia, sábado, às 20h00.  Na primeira “mão”, o Al Ahaly goleou o Sportive de Setif , por 4-0.

O regresso da equipa a Luanda está previsto para segunda-feira, dia 16, nas primeiras horas da manhã, devendo a comitiva tricolor fazer o mesmo trajecto, com trânsito em Lisboa.

A delegação petrolifera, chefiada por Inácio Cândido, oficial da federação (FAF) e árbitro angolano de categoria internacional, é composta por 20 jogadores, nomeadamente Wellington e Augusto Molecano (guarda-redes), Pedro, Vidinho, Mindinho, Diógenes, Eddie Afonso, Kinito, Tó Carneiro, Megue, Maya, Job, Anderson, Erico, Dany, Tiago Azulão, Jaredi, Gleison, Ito e Yano. O conjunto é orientado pelo treinador português Alexandre Santos.  

Colunistas