Connect with us

Diversos

Pescadores desaparecidos em Cabinda encontrados no Gabão

Published

on

Elisio Ndonga assegurou que as autoridades consulares e a missão diplomática angolana em Libreville continuam a envidar todos os esforços diplomáticos, para que os seis pescadores cheguem, esta semana, a Cabinda (Angola), via Ponta-Negra (Congo Brazaville).

“Estamos a trabalhar com as autoridades gabonesas de Port Gentil e a missão diplomática em Libreville para que os seis pescadores cheguem a Cabinda, ainda essa semana”, garantiu.

Sublinhou que foi com muita fé a sobrevivência dos pescadores, após a embarcação, de fabrico artesanal, ter ficado destruída durante a pesca, em alto mar de Cabinda e, consequentemente, o desaparecimento do motor que obrigou ao salvamento dos mesmos, através de recipientes (bidons) de 25 litros, que normalmente, utilizam para reservas de água e combustível durante os três dias de pesca habituais.

“Foi muita fé, sorte e milagre, e também determinação, que tiveram em sobreviver durante esse período, em que foram arrastados pelas correntes fortes do mar até Ogooue (Gabão) e chegarem salvos”, sustentou.

Elísio Ndonga avançou que, após a localização dos pescadores na zona marítima de Ogooue (quinta-feira), a missão diplomática angolana em Libreville, ao tomar conhecimento, enviou uma equipa ao local, que garantiu de imediato apoio alimentar e de vestuário, devido ao estado de desnutrição que apresentavam.

Os pescadores agora localizados, são Emílio Mbouangui, Mateus Beia, Casimiro Luemba, Sebastião Simba, Tomás Ndongo e António Gomes Pucuta, todos da província de Cabinda, onde praticam a sua actividade normal piscatória.

“Eles vão chegar ainda esta semana a Cabinda. Partem de Port Gentil para Libreville (Gabão), depois Ponta-Negra (Congo Brazaville) e, finalmente, Cabinda (Angola).