Connect with us

Educação Financeira

Pedido de noivado/alambamento – artigo baseado em inquéritos online e de rua

Published

on

Hoje e pela primeira vez em 59 semanas de artigos de educação financeira no portal “Correio da Kianda” vamos lançar o primeiro artigo com base em inquéritos online e inquéritos de rua, desenhados e feitos por mim mesmo. Os inquéritos de rua foram feitos uma semana antes da publicação do artigo e na zona da Vila Alice e Maculusso, isto é, em duas zonas no centro da cidade.

O tema de hoje é sobre o pedido de casamento tradicional, também chamado de “alambamento”, que inclui uma Carta do Pedido! O inquérito, por sua vez, também versa sobre o mesmo assunto.

O inquérito teve 217 respostas no total. 114 respostas foram recebidas via online e 103 respostas de rua.

*O questionário tinha dez (10) questões, que são as seguintes com as respostas possíveis*:

1- Já pediu em casamento ou já foi pedida em casamento alguma vez na sua vida? Respostas: Sim ou Não

2- É homem ou mulher? Respostas: H ou M

3- Em caso de ser mulher, em que ano foi o último pedido de casamento que teve? Respostas: 1- Antes de 2010; 2- Entre 2010 e 2015; 3- Entre 2015 e 2017; e 4-Entre 2017 e 2022

4- Recorda-se quanto deu em dinheiro em Kwanzas, em Dólares/Euros à família da noiva ou quanto a sua família recebeu, caso seja mulher, na Carta do Pedido? Respostas: 1- Entre 100 mil e 1 milhão de Kwanzas (Kz); 2- 500 a 1.000 Dólares (USD); 3- 1.001 e 3.000 Dólares (USD); 4- 3.001 e 5.000 Dólares (USD); Mais de 5.000 Dólares (USD).

5- Que mais deu à família da noiva ou a sua família recebeu: grades de gasosa, cerveja, vinho, festa, música, músicos, fato do tio? Quanto pensa ter sido o investimento além do dinheiro na Carta de Pedido? Respostas: 1- 500 a 1 milhão de Kwanzas; 2- 1 milhão a 2 milhões de Kwanzas; 3- Entre 2 e 5 milhões de Kwanzas; 4- Mais de 5 milhões.

6- Chegou a casar depois desse Pedido? Respostas: Sim ou Não.

7- Averbou o casamento no Bilhete de Identidade? Respostas: Sim ou Não.

8- Ainda se mantém casado ou casada? Respostas: Sim ou Não

9- Considera que a festa do pedido de casamento e de casamento são fundamentais para a qualidade de vida num casamento? Respostas: Sim ou Não.

10- Falou com o seu noivo, noiva sobre dinheiro antes de casamento ? Respostas: Sim ou Não.

Quanto às respostas, a maior parte das pessoas entrevistadas responderam que ainda não se casaram alguma vez na sua vida. Contudo, pode perceber-se que já assistiram a eventos de pedidos de casamento e têm conhecimento do que está envolvido e é aqui que entramos no tema do dia.

Mais importante que o casamento civil e religioso, o alambamento é uma das tradições mais animadas de Angola. Tem uma importância enorme para a família e representa um marco na união de um novo casal. Também é um momento de intensa alegria, marca registrada dos angolanos.

O ambamento, em si, é uma lista de itens que o candidato a noivo precisa conseguir até o dia do pedido oficial da mão da namorada. Quem prepara a lista é o tio da futura noiva depois que o homem entrega uma carta ao tio. É como se fosse um dote.

Apesar de parecer não fazer sentido actualmente, é uma tradição angolana que rende excelentes momentos. Os angolanos dividem-se entre gostar do alambamento e desejarem modernizar os ritos para o casamento.

A cerimónia de alambamento é o evento para pedir autorização da família para se casar com a moça. Em algumas famílias e países, alambamento é sinónimo de casamento tradicional africano. Também é muito comum celebrar o casamento logo depois do pedido, por isso os termos fundem-se.

Lista do alambamento
Os pedidos realizados pelos tios das noivas são, em geral, sempre os mesmos.
· Sumos e refrigerantes (gasosas);
· Cerveja: em muitas famílias, os fardos da bebida devem ser empilhados e atingirem a altura da noiva.
· Vinho.
· Coca-Cola.
· Dinheiro (em Dólar).
· Itens afectivos: fotos de membros da família e outros.
· Tecidos.
· Fatos.
· Animais.

Se o noivo tiver saltado a janela, ou seja, se pretendida estiver grávida, a lista é maior. As famílias também podem personalizar os pedidos. Os itens são expostos para toda família, sem a presença dos candidatos a noivos.

*Como é o alambamento tradicional*?
O alambamento clássico acontece em algumas etapas. Antes, há uma apresentação formal do futuro noivo a toda família materna: tios, avós, irmãos e primos.
*Primeira*: o homem procura por um dos tios da mulher com quem pretende casar e entrega uma carta na qual conta sobre sua intenção de unir-se em matrimónio.
*Segunda*: o tio marca a data do alambamento e prepara uma lista de bens que o pretendente precisa reunir para o dia do pedido da mão da noiva.
*Terceira*: com os itens da lista (alambamento) reunidos, o casal reúne-se com a família da noiva e faz o pedido.
*Quarta*: a família, tanto paterna quanto materna, se reúnem para decidirem se os então namorados podem se unir em matrimónio. A decisão deve ser unânime. Os noivos não participam dessa reunião.
*Quinta*: com o pedido aceito, o noivo pode entregar a aliança à futura esposa.
*Sexto*: a família da então noiva e o noivo comemoram o acontecimento.

Observações: pode haver diferenças nas etapas do alambamento de região para região. Também é comum que as famílias adaptem a cerimónia.

Atrasos tradicionais com multa.

Como no mundo todo, a noiva atrasa. Mas só nas cerimónias de alambamento a família da moça paga uma multa pelo atraso. Se o noivo se atrasar, ele também deve arcar com a taxa, são valores simbólicos.

O noivo só pode entrar se a tia da noiva estender uma espécie de tapete. São tecidos tipicamente africanos. Apesar de parecer uma gentileza da família para a qual ele vai entrar, ele precisa dar uma gorjeta para a tia da noiva.

Depois dessa etapa, a mulher entra acompanhada da tia, como é tradicional.

*Como preparar uma festa de alambamento dos sonhos*?
As primeiras etapas para um alambamento perfeito é caprichar na carta apresentada ao tio da noiva. Depois, ele precisa providenciar os itens do alambamento com bastante esmero. Afinal, essa espécie de dote é uma das partes mais marcantes da tradição.

Um rito que faz parte da tradição não podia deixar de fora as comidas tradicionais angolanas. Em algumas famílias, não há festa para economizar. No entanto, é aconselhável que se celebre. Algumas pessoas fazem o casamento e o alambamento no mesmo dia, principalmente nesta caso, a festa não pode faltar.

A formalidade de um casamento civil ou religioso é considerado menos importante que o alambamento. Mas lembre-se que não há validade legal, por isso é indicado que o casal oficialize a união.

Além das comidas típicas, acrescente doces e bolo típico de um noivado, principalmente se o alambamento e casamento for realizado no mesmo dia. Algumas noivas angolanas vestem as roupas tradicionais do país, outras aderem ao vestido branco.

Capriche nas músicas
Independente do matrimónio ocorrer junto com o alambamento, é comum comemorar o pedido de casamento. E em Angola não pode faltar muito Kuduro, Semba, Kizomba, os ritmos mais tradicionais do país para combinar com a tradição. Complete com as músicas que as famílias gostam.

Depois desta leitura e das respostas recebidas, a maior parte das respostas quanto ao dinheiro que foi colocado no envelope foi de 1.500 USD e em Dólares mesmo e a festa de noivado, em média, foi superior a 2 milhões de Kz. Por esta via do custo do pedido de noivado ser tão caro, muitas famílias têm decidido juntar as festas de noivado com o de casamento. Causas para isto, podem considerar-se, como a inflação e a redução do poder de compra das famílias, a desvalorização cambial, o desemprego e a perda de rendimento com origem nas empresas que reduziram ou aboliram um conjunto de subsídios aos seus trabalhadores, etc.

Face a isto, pergunta-se e deixa-se no ar:

1- Fazer uma festa pequena, mais reservada, com menos pessoas, não tem o mesmo valor? As respostas que recebi foi de que o pedido de noivado e do dia de casamento não influenciaram em nada a manutenção do casamento. As pessoas que já estão separadas e divorciadas, responderam desta forma em 100%;

2- Faz sentido juntas as duas festas? – Financeiramente, parece que sim.

3- Muitas pessoas das que casaram, 70%, não averbaram no seu processo civil o casamento, mantendo-se o estado civil de “Solteiro” ou “Solteira” no Bilhete de Identidade, o que já é considerado como crime;

4- Falar ou não falar de dinheiro com o ou a sua namorado(a) é bom caminho para se ter uma relação? – 100% de razão que não.

Boas festas de pedido noivado se for o vosso caso!