Conecte-se agora

Justiça

PCA do BCI é o novo arguido da PGR

Vasco da Gama

Publicados

on

pca do bci é o novo arguido da pgr - Filomeno Ceita - PCA do BCI é o novo arguido da PGR

A Procuradoria-Geral da República, PGR, constituí arguido, ao meio desta semana o Presidente do Conselho de Administração do Banco de Comércio e Indústria, BCI, Filomeno da Costa Alegre Alves de Ceita, por alegados crimes de peculato e associação de malfeitores bem como branqueamento de capitais, todos puníveis nos termos da legislação angolana.

Segundo apurou o Correio da Kianda, a decisão da PGR foi dada a conhecer ao PCA do BCI através do ofício n° 219/19-DNIAP-PROC.n°68/2018 recepcionado pelo visado, no dia 20 de Fevereiro do ano em curso, cuja recepção foi feita pela secretaria do mesmo, chamada apenas por Celina.

O Correio da Kianda sabe, por outro lado que, o processo que agora envolve o bancário angolano tem a ver com o que há dias fez com que a PGR aplicasse medidas cautelares em processo penal, ao antigo dirigente angolano e actual Deputado a Assembleia Nacional pelo Grupo Parlamentar do MPLA, Manuel Rabelais.
Dizem as fontes que o banqueiro angolano terá sido a pessoa que facilitou a usurpação do dinheiro público, por via do GRECIMA.

O ofício da PGR a que tivemos acesso indica que no BCI está domiciliada uma conta que serviu para movimentar todo o dinheiro em causa.
A mesma, indicada nota, não tem consignatário mas está registado sob n° 38448376/001.

A nota avança que o PCA daquele banco público deve comparecer à Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal, DNIAP, nos dias 27 e 28 de Fevereiro para interrogatório, devendo para o efeito contactar o Procurador Manuel Muenho que, aliás, tem sido o Procurador instrutor que se tem destacado nestas matérias que envolvem altas figuras nacionais, quer sejam de nomeação presidência quer sejam de outras entidade cujos processos chegam à DNIAP.

O processo GRECIMA faz assim o seu segundo arguido depois de Manuel Rabelais.

Recordo-lhes que o BCI é constituído pelo Estado angolano com 93,60 por cento, a Sonangol com 1,13 por cento, Endiama, empresa nacional dos diamantes com 0,45 por cento, ENSA, seguradora nacional com 1,13%, TCUL 0,45%, Porto de Luanda 1,13%, TAAG 1,13%, Angola Telecom 0,45%, Serval 0,45% e Bolama 0,08%.

O BCI iniciou a actividade a 11 de Julho de 1991 numa altura em que o País projectava as principais mudanças sociopolíticas e económicas, considerando que a nível internacional se vivia uma viragem do sector econômico.

Em actualização!

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (223)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (58)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (6)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação