Connect with us

Politica

Partidos reagem à apoio de USD dez milhões do Governo dos EUA

Published

on

O Governo do Estados Unidos da América, em parceria com o Governo Angolano, lançou oficialmente o Programa de Apoio aos partidos Políticos para uma Democracia Resiliente e Inclusiva (Proprid) que irá contribuir para o fortalecimento do processo de governação democrática em Angola, Botswana, Eswatini, Lesoto Malawi, Namíbia e África do Sul.

Na ocasião, a Ministra conselheira da Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola, fez saber que o programa regional tem um financiamento por parte do Governo norte-americano, no valor de dez milhões de dólares e vai durar cinco anos, tendo sublinhado ainda que o projecto está sustentado fundamentalmente em três pilares, cujo o destaque recai para prosperidade económica, segurança e boa governação.

Por sua vez, o secretário para os assuntos eleitorais da UNITA, Faustino Mumbica, disse que o seu partido vai continuar a defender e apoiar as iniciativas que visam desenvolver a democracia em Angola.

Já o presidente do Partido de Renovação Social, Benito Daniel, ressalta a importância e o impacto do programa regional, e disse que há actores que procuram desrespeitar as regras internas dando a entender que há falta de democraticidade nos partidos políticos.

E, a representante do MPLA e deputada a Assembleia Nacional Ângela Bragança, vê no encontro uma oportunidade de desenvolvimento de acções para incrementar o processo democrático no país.

Escute os comentários no Jornal da Noite, da Rádio Correio da Kianda

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.