Connect with us

Opinião

Os gatunos do “nosso” tempo

Published

on

“Bandidos” do antes de 2017 são muitos e todos conhecemos.
Sobre eles disse, sempre, que se dependesse de mim estariam “quase” amnistiados.

Gatunos do pós 2017, gatunos do “nosso” tempo, existem e todos sabemos, aliás, não se acaba com hábitos cultivados em meio século em cinco anos.

Sobre estes gatunos do “nosso” tempo sempre disse, nada de contemplações, nada de pena, nada de irmandade, nada de camaradagem.

É preciso fazer doer até no osso. É preciso mostrar a todos que no “nosso” tempo gatunos não têm lugar nem espaço.

No nosso tempo não podemos “defender” gatunos.
No nosso tempo devemos sentir nojo, ódio, inveja, rancor, tédio, repulsa de todos os actos de roubalheira.

No nosso tempo é preciso combater, com unhas e dentes, com os corpos de todos, ideias “mundiais” qualquer iniciativa, manobra, tentativa, realização de actos de gatunagem…

No nosso tempo é preciso negar, recusar, evitar qualquer acto de sabotagem do erário público.

No nosso tempo é preciso não aceitar falar, ouvir falar, participar em falas sobre desvios, roubos furtos, tentativas de coisa de todos…

No nosso tempo luxo às custas dos outros não deve reinar, não deve existir, não deve ser apoiado, mas, sim, deve ser expurgado!!!

Enfim, no nosso tempo é preciso prender, julgar e condenar todos os “gatunos” da coisa pública e mais do que prender, julgar e condenar, se for o caso, é preciso fazê-lo com a correspondente publicidade, enquanto princípio estruturante de todo o direito moderno…

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. António Daniel Libermann

    26/05/2021 at 9:27 am

    É de facto necessário um posicionamento da sociedade, contra os ladrões (gatunos). Mas há um senão, o facto de muitos dos nossos gatunos, serem poderosos, i. e.,directa ou indirectamente, estarem ligados ao poder político.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas