Connect with us

Partidos Politicos

Os candidatos do MPLA ao pleito autárquico devem ser os melhores – Luísa Damião

Published

on

O MPLA tem o desafio de apresentar, nas 1ªs Eleições Autárquicas em Angola, em 2020, “candidaturas de peso, de referência social e moral, dotadas de competências políticas e técnico-profissionais, capazes de interpretar os anseios, as necessidades e as expectativas e liderar com sucesso a Administração local”.

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, referiu, a propósito, que os candidatos do MPLA ao pleito autárquico “devem ser os melhores, reconhecidos patriotas escolhidos pelo povo, para servir o povo, conhecedores da realidade do município, dos hábitos e dinâmicas sociais, capazes de criar o ambiente de proximidade, através de programas, da facilidade do acesso dos cidadãos às informações e da participação activa no processo de tomada de decisões”.

No seu discurso, na abertura, quarta-feira (27), do encontro nacional de formação de formadores do MPLA para o processo de institucionalização das autarquias locais, aquela dirigente qualificou de acto de enorme responsabilidade a selecção interna dos candidatos com esse perfil e que gozem do apoio interno e das estruturas do Partido, num “primeiro desafio que deve ser vencido com elevação”.

“Os nossos candidatos vão ter que provar o quanto valem, o quanto merecem a confiança, o respeito e representam uma aposta segura para enfrentar os complexos e diversificados desafios, que visam a resolução dos problemas do povo, mediante a melhoria activa da qualidade de vida e o bem-estar social dos angolanos” – atestou.

Citando o Presidente do MPLA, João Lourenço, Luísa Damião, sublinhou que, “quando chegar o momento, o processo de selecção e de formação dos candidatos a presidentes de câmara deve obedecer a critérios objectivos de competência, idoneidade, compromisso com o trabalho e aceitação junto dos cidadãos dos municípios”.