Connect with us

Mundo

Organizações e partidos políticos apelam realização das presidenciais no Mali

Published

on

Mais de 80 partidos políticos e organizações da sociedade civil do Mali apelam à realização de eleições presidenciais o mais rapidamente possível e ao fim da transição neste país do Sahel governado por uma junta militar desde 2020.

Num comunicado publicado este domingo, o grupo de associações e partidos políticos do Mali “apela às autoridades no poder, tendo em conta o vazio jurídico e institucional para que criem as condições de uma consulta rápida e inclusiva, para que instaurem uma arquitectura institucional, com vista a organizar a eleição presidencial o mais rapidamente possível”.

Os assinantes desta declaração acrescentam que utilizarão “todos os meios legais e legítimos para que o Mali regresse” à “ordem constitucional normal e ao concerto das nações, garantia de estabilidade política”.

De recordar, que o Mali é governado por Junta Milita desde o golpe de Estado, em 24 de Maio de 2021.

Em Setembro de 2023, a junta militar no Mali anunciou o adiamento das eleições presidenciais, que inicialmente estavam aprazadas para Fevereiro de 2024, que permitiriam a transferência do poder dos militares para civis, por alegadas questões técnica.

Num comunicado, o porta-voz do governo de transição, Abdoulaye Maïga, disse aos jornalistas em Bamako, que as datas, inicialmente, previstas para duas voltas de votação, 04 e 18 de Fevereiro de 2024, seriam “ligeiramente adiadas por razões técnicas”.

De acordo com o documento, além das razões técnicas, a junta de transição maliana abordou a adopção de uma nova constituição, no início de 2024, bem como a revisão dos cadernos eleitorais.