Connect with us

Sociedade

Organização Bombeiros Unidos sem Fronteiras é ilegal – MININT

Published

on

Numa nota enviada ao Correio da Kianda, o Ministério do Interior diz que a organização Bombeiros Unidos Sem Fronteiras (BUSF) é “ilegal e todos os actos que pratica são ao arrepio da lei”.

A informação foi avançada à imprensa pelo Director de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior, Superintendente Vasco da Gama:

“O Ministério do Interior tomou conhecimento com bastante preocupação de informações que circulam nas redes sociais com fotografias e vídeos que dão conta da existência de um grupo de elementos que tem actos à margem da Lei com intenção de confundir os cidadãos”, disse e acrescentou que “o MININT não tem qualquer vínculo com esse órgão e os seus dirigentes”.

A página oficial da Bombeiros Unidos Sem Fronteiras (BUSF) informa que a organização foi criada a 01 de Janeiro de 2005 e “surgiu da iniciativa de um grupo de profissionais de resposta a emergências brasileiros, que decidiram se unir para formatar uma instituição que tivesse a responsabilidade de contribuir com mão de obra especializada e profissional na situações de grandes desastres com os órgãos e governos do Brasil e de outros países”.

“Nosso primeiro trabalho internacional se deu junto ao Serviço de Bombeiros da República de Angola na África subsaariana, para adequação e capacitação a novos equipamentos, materiais, processos, métodos e protocolos, tendo esta missão durado quatro anos a partir de abril de 2005 com término em 2009”, informa o comunicado.

Já em Angola, a organização foi criada a 8 de Setembro de 2021, na rua da Chapada, bairro Marçal, distrito urbano do Rangel, município de Luanda.

Entretanto, o Ministério do Interior “aconselha os cidadãos a não aderirem a tais práticas”.