Connect with us

Luto

Oposição angolana lamenta morte de José Eduardo dos Santos

Published

on

A oposição angolana lamentou nesta sexta-feira a morte do ex-presidente da República, José Eduardo dos Santos, falecido em Espanha, vítima de doença.

Em nota o maior partido na oposição UNITA diz que “José Eduardo dos Santos foi o segundo Presidente da República da história de Angola, co-signatário dos múltiplos acordos de Paz celebrados com a UNITA”.

No comunicado assinado pelo presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior sublinha que a direcção do Partido, verga-se perante a sua memória e lembra os angolanos que o malogrado, enquanto no exercício do seu magistério, e presidindo um partido com visões opostas as da UNITA, se revelou como um homem de finotrato, com quem se podia dialogar, até nos momentos mais conturbados das disputas inter partidárias.

Por sua vez, o presidente da CASA-CE, Manuel Fernandes, em sua nota, diz que o Colégio Presidencial da CASA lamenta, com sentido pesar a eterna partida de José Eduardo dos Santos, para muitos um amigo, companheiro, político e estadista cujo maior feito do seu percurso político à frente dos destinos de Angola e dos angolanos, acentana na concretização da Paz, alcançada há 4 de abril de 2002.

“Diante do tamanho infortúnio, oColégio Presidencial da CASA-CE curva-se perante a memória do malogrado, e, endereça em solidariedade à família enlutada, aos amigos, colegas, ao partido MPLA e ao Povo angolano as mais sentidas condolências”.

Já o partido de PRS, em nota do seu Secretariado Executivo Nacional, diz que José Eduardo dos Santos, enquanto estadista dedicou parte da sua vida na luta de Libertação Nacional, na manutenção da Independência, integridade do solo-pátrio, implantação do multipartidarismo em Angola e sobre tudo na conquista da paz definitiva para o país.

Os renovadores sociais dizem ainda que “estes feitos constituem uma conquista para os angolanos que ao perderem um dos ícones da construção da nação sentem-se mobilizados a prestar uma homenagem àquele que doou e dedicou esforços para as conquistas alcançadas”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas