Connect with us

Sociedade

ONU disponibiliza USD 3 milhões para apoiar comunidades afectadas pela seca em Angola

Published

on

A Organização das Nações Unidas disponibilizou três milhões de dólares para resposta rápida à seca no Sul do país.

Os dados foram avançados esta segunda-feira, 17, pela coordenadora do Sistema das Nações Unidas para Angola, Zahira Virane, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Desertificação e da Seca.

Zahira Virani, falava na abertura do workshop sobre “Gestão Sustentável dos Solos como Instrumento de Combate à Desertificação”, sob o lema “Unidos Pela Terra, Nosso Legado, Nosso Futuro”, uma realização do Ministério do Ambiente.

A coordenadora do Sistema das Nações Unidas para Angola ressaltou ainda que a desertificação e a degradação dos solos têm comprometido a capacidade de produção de alimentos criando um ciclo vicioso de pobreza e desigualdade social.

Estes valores, segundo a ministra do Ambiente, Ana Paula do Sacramento, serão aplicados na gestão ambiental sustentável e no reflorestamento das comunidades nativas.
A ministra realçou que o montante foi mobilizado pela ONU no quadro das respostas à seca, sob tutela do Fundo de Respostas Rápidas a Emergências, que complementam os esforços do Governo, no apoio às populações mais afetadas nas províncias da Huíla e do Cunene.

Ana Paula do Sacramento realçou que o UNICEF vai começar com a implementação de pontos de água e saneamento, enquanto o PAM vai fornecer comida, com prioridade para as crianças e famílias afetadas pela malnutrição, provocada pela seca.