Connect with us

Politica

OGE 2024: Combate à corrupção com dotação 12 vezes superior ao de 2023

Published

on

A Procuradoria-Geral da República fez saber, no segundo semestre do ano passado, que desde o início do combate à corrupção, desencadeado com a ascensão do presidente João Lourenço, em 2017, o Estado já recuperou pouco mais de 19 mil milhões de dólares, cerca de 15,7 biliões de kwanzas, de acordo com o câmbio desta segunda-feira. E para o presente ano económico, as autoridades aumentaram significativamente o valor financeiro destinado ao programa que visa desencorajar o recurso a actos de corrupção no país.

O Governo pretende gastar, de acordo com a previsão espelhada no Orçamento Geral do Estado (OGE) 2024, 16,5 mil milhões de kwanzas com o programa de combate à corrupção, um montante 12 vezes superior à dotação do período homólogo, em que o programa beneficiou de um orçamento de 4,7 mil milhões de kwanzas.

Embora a dotação de 2023 para o combate à corrupção seja significativamente inferior ao presente ano económico, o valor foi ainda superior ao de 2022, período em que o programa que visa desencorajar à prática da corrupção teve um financiado de pouco mais de 1,1 mil milhões.

Os dados referentes ao balanço dos trabalhos levados a cabo pela PGR foram apresentados à imprensa pela directora do Serviço Nacional de Recuperação de Activos, Eduarda Rodrigues, tendo na ocasião referido que, do montante, 7 mil milhões de dólares foram recuperados no interior do país, e cerca de 12 mil milhões no exterior.