Connect with us

Politica

OGE 2018: UNITA votou contra as suas próprias recomendações afirma Salomão Xirimbimbi

MPLA critica voto contra e dá benefício de dúvida às intenções da UNITA

Published

on

Salomão Xirimbimbi, líder parlamentar do MPLA, que falava em defesa do OGE para 2018 apresentado pelo seu executivo,  disse não estranhar o “chumbo” dado pela UNITA ao OGE 2018, lembrando que desde 1992 este partido procede da mesma forma, mas que desta vez votou até contra as suas próprias recomendações. Para si, quem procede desta forma não merece credibilidade.    

“O nosso desejo era que todos os partidos votassem favoravelmente o OGE 2018, mas a política não dita isto. A UNITA nunca aprovou favoravelmente nenhum orçamento. Se estivéssemos à espera que assim o fizesse, o país e os angolanos nunca teriam nem saúde e nem educação”.

Informou que neste OGE 2018, que considerou de transição, foi feito um grande exercício de ajustamento.

“Pela primeira vez os angolanos e as angolanas, de Cabinda ao Cunene, poderão dizer que finalmente é possível um orçamento entrar na AN e sair de forma diferente”, expressou, lembrando que foram feitas várias recomendações para o futuro, uma das quais a mudança de paradigma para a elaboração do orçamento.

Adiantou que foram aceites contribuições e recomendações vindas de partidos políticos da oposição e da sociedade civil, mas não foram acolhidas as colocadas de forma incorrecta, apontando a questão da dívida pública.

Fez saber que a UNITA apresentou a questão da dívida pública como moeda de troca para que votasse favoravelmente o orçamento. “Não podemos aceitar este tipo de situações, porque para votarmos o orçamento não precisamos de fazer qualquer tipo de contrapartidas”.

A proposta de Lei do Orçamento Geral de Estado (OGE) para o exercício económico de 2018 foi aprovada em definitivo, nesta quarta-feira, durante a 6ª Reunião Plenária Ordinária da 1ª Sessão Legislativa da IV Legislatura da Assembleia Nacional.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas