Conecte-se agora

Politica

Ocupação desordenada de terrenos em Benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo Vice-Governador

Benguela assiste nos últimos dias uma ocupação desenfreada de terrenos, que está a deixar tensa a relação entre o Ex-Governador de Benguela e o actual, e que levou o antigo vice-governador provincial para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, vir a público e quebrar o silêncio, apontando as causas.

António Sacuvaia

Publicados

on

ocupação desordenada de terrenos em benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo vice-governador - Victor Moita - Ocupação desordenada de terrenos em Benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo Vice-Governador

O Antigo ex-Vice Governador da Província de Benguela para os serviços Técnicos e Infra-estruturas, no consulado de Isaac dos Anjos, Victor Sardinha Moita, quebrou o silêncio, e veio a público apontar as causas da ocupação desordenada de terrenos que nos últimos dias se assiste em Benguela.

Moita, aponta o “Populismo eleitoral” como sendo a causa da ocupação desordenada que se assiste actualmente na zona B de Benguela.

 

Na sua pagina do facebook, o antigo Vice-Governador escreveu: “O Populismo eleitoral deu origem a esta ocupação desordenada dos terrenos em Benguela”. Declarações, que estão a ser questionadas por alguns cidadãos daquela província contactados pelo Correio da Kianda, como sendo de alguém que quer lavar a sua imagem, querendo livrar-se da culpa do que se assiste hoje, uma vez, que o mesmo, para além de ter sido Vice-Governador para o sector das Infra-estruturas, foi secretário do comité provincial do MPLA para assuntos políticos e económicos.

Os terrenos que hoje estão a ser ocupados de forma desordenada pela população, já terão sido talhoados e publicados em diário da República na Governação de Isaac dos Anjos, no âmbito do programa de auto-construção dirigida, delineado pelo antigo governador.

Recentemente Isaac dos Anjos chamou publicamente de incompetente a Rui Falcão, solicitando a sua demissão do cargo, por alegadamente estar a colocar obstáculos na tramitação legal dos terrenos já talhonados, durante a sua governação, aos cidadãos necessitados.

Para falar sobre o assunto, o Correio da Kianda contactou José Patrocínio, Presidente da OMUNGA, organização da sociedade civil de defesa dos direitos humanos e culturais, sediada em Benguela,  que prometeu pronunciar-se nos próximos dias.

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (9)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (204)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (8)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (11)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (49)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD