Conecte-se agora

Politica

Ocupação desordenada de terrenos em Benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo Vice-Governador

Benguela assiste nos últimos dias uma ocupação desenfreada de terrenos, que está a deixar tensa a relação entre o Ex-Governador de Benguela e o actual, e que levou o antigo vice-governador provincial para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, vir a público e quebrar o silêncio, apontando as causas.

António Sacuvaia

Publicados

on

ocupação desordenada de terrenos em benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo vice-governador - Victor Moita - Ocupação desordenada de terrenos em Benguela é resultado do populismo eleitoral afirma antigo Vice-Governador

O Antigo ex-Vice Governador da Província de Benguela para os serviços Técnicos e Infra-estruturas, no consulado de Isaac dos Anjos, Victor Sardinha Moita, quebrou o silêncio, e veio a público apontar as causas da ocupação desordenada de terrenos que nos últimos dias se assiste em Benguela.

Moita, aponta o “Populismo eleitoral” como sendo a causa da ocupação desordenada que se assiste actualmente na zona B de Benguela.

 

Na sua pagina do facebook, o antigo Vice-Governador escreveu: “O Populismo eleitoral deu origem a esta ocupação desordenada dos terrenos em Benguela”. Declarações, que estão a ser questionadas por alguns cidadãos daquela província contactados pelo Correio da Kianda, como sendo de alguém que quer lavar a sua imagem, querendo livrar-se da culpa do que se assiste hoje, uma vez, que o mesmo, para além de ter sido Vice-Governador para o sector das Infra-estruturas, foi secretário do comité provincial do MPLA para assuntos políticos e económicos.

Os terrenos que hoje estão a ser ocupados de forma desordenada pela população, já terão sido talhoados e publicados em diário da República na Governação de Isaac dos Anjos, no âmbito do programa de auto-construção dirigida, delineado pelo antigo governador.

Recentemente Isaac dos Anjos chamou publicamente de incompetente a Rui Falcão, solicitando a sua demissão do cargo, por alegadamente estar a colocar obstáculos na tramitação legal dos terrenos já talhonados, durante a sua governação, aos cidadãos necessitados.

Para falar sobre o assunto, o Correio da Kianda contactou José Patrocínio, Presidente da OMUNGA, organização da sociedade civil de defesa dos direitos humanos e culturais, sediada em Benguela,  que prometeu pronunciar-se nos próximos dias.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (240)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (13)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (15)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (60)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação