Connect with us

Cultura

Obras de Miró em exposição na Galeria de Luanda

Published

on

O artista plástico Joan Miró apresenta uma exposição das suas obras em Luanda, agrupada em dois núcleos – “O cântico do Sol” e “As Maravilhas do Miró”.

Os trabalhos resultam de uma colecção de obras reunidas por Federico Fernández, Director da Obra Cultural FUNIBER, pode ser visitada até ao dia 21 de Abril.

A iniciativa é da embaixada de Espanha em Angola que promove as exposições com apoio do Banco Económico, a Exposição “O cântico do Sol” e “As Maravilhas do Miró”, uma mostra do conceituado pintor e escultor espanhol Joan Miró, um dos grandes nomes da pintura e escultura do século XX.

Patente na Galeria do Banco Económico até ao dia 21 de Abril, esta exposição, que integra mais de 50 obras, resulta de uma colecção de Federico Fernández, Director da Obra Cultural FUNIBER, que iniciou esta colecção com a compra de uma litografia assinada à mão por Miró numa sala de leilões, em Barcelona. Esta primeira obra chama-se Artefacto e faz parte da exposição que agora pode ser vista em Luanda.

“Anos mais tarde, comprei outra litografia, mais simples, mas também assinada e que faz parte da série “Maravilhas com variações acrósticas no jardim de Miró”. Esta, em particular, esteve durante muitos anos em minha casa, exposta na sala de estar e tem para mim um significado especial”, conta Federico Fernández, curador da exposição.

Joan Miró nasceu em Barcelona, em Espanha. Falecido em 1983, foi um importante pintor, gravador, escultor e ceramista que criou a sua própria linguagem artística e que retratou a natureza de uma forma singular, fazendo assemelhar os seus traços aos de um primitivo ou de uma criança.

Segundo o curador, a obra cultural da FUNIBER permitiu-lhe recuperar e exibir em vários locais parte as litografias que compõem “Jardim de Miró”, uma das séries completas agora em exposição na Galeria do Banco Económico.

“São 20 litografias publicadas em 1975, numa luxuosa pasta intitulada “Maravilhas com variações acrósticas no jardim de Miró” e acompanhadas de poemas escritos por Rafael Alberti especificamente para esta publicação”, esclarece Federico Fernández.

Recorde-se que esta exposição foi inaugurada pelos Reis de Espanha, aquando da sua visita de Estado a Angola, entre os dias 6 e 8 de Fevereiro.

Na ocasião, o Banco Económico, na pessoa do seu Presidente da Comissão Executiva, Carlos Duarte, ofereceu a Felipe VI e a Dona Letizia uma obra intitulada “Moxi Ngola”, que significa Dois Reis, assinada pelo pintor angolano Uólofe Griot.

Dom Felipe e Dona Letizia visitaram a exposição acompanhados pelo curador da exposição, Federico Fernandez.