Connect with us

Educação Financeira

O que deve saber para viver num condomínio?

Published

on

Viver num condomínio é sinónimo de conforto, segurança, privacidade, ter um estatuto de qualidade de vida e estatuto social, já que conferem dignidade humana para quem tenha decidido optar por viver nesses espaços habitacionais.

Por condomínio (habitacional) entende-se que no mesmo espaço territorial estão localizadas casas sob a forma de casas/moradias ou em altura (prédios), em que os apartamentos são fracções. Se no primeiro caso, há uma organização formal do próprio condomínio ou entregue a uma empresa especializada de gestão de condomínios, no segundo caso, e esta é ainda a realidade angolana, a gestão do do condomínio é feita por um morador a quem chamamos de

Administrador de Condomínio ou na versão brasileira: Síndico(a). Será que, por exemplo, nas grandes cidades, por exemplo em Luanda, os condomínios ainda estão longe de proporcionar uma convivência ordeira entre os moradores, muitos dos quais com hábitos sociais e educação muito diferentes, o que origina conflitos.

A falta de respeito ao próximo e pelo espaço em que se vive estão na base do mau convívio. Para que a convivência decorra de forma harmoniosa, os habitantes devem saber reconhecer os seus direitos e, sobretudo, as suas obrigações. Viver em condomínios é um estilo de vida novo no país e por isso os moradores têm ainda dificuldades de adaptação.

Assim sendo, defende a criação de um plano de educação cívica dos moradores, de modo a facilitar a convivência entre todos. Saiba que viver num condomínio aberto ou fechado (condomínios construídos de raiz para proporcionar segurança e qualidade de vida, com benefícios tais como: limpeza, manutenção, segurança, acesso a parque privado, piscinas, instalações para festas, convívios, parques infantis, etc. Tanto num caso como no outro, deve saber que para ter acesso a isto e muito mais, tem custos:

– Taxa de condomínio (custo fixo, normalmente valor cobrado ao mês), geralmente depende do tipo de serviços e benefícios e pode ir de 5, 10 mil Kwanzas para limpeza e manutenção de um prédio (condomínio aberto) a centenas de milhares de Kwanzas.

– Obras gerais, obras de requalificação, benfeitorias são a cargo dos donos das casas e não dos inquilinos (quando as habitações estão arrendadas). É um custo ocasional quando ocorre.

– Serviços Ocasionais, tais como arrendar o espaço para festas (custo variável e quando adjudicado).

– Todo o condomínio e condóminos deveriam pagar no valor de condomínio ou via um pagamento adicional, um montante para um Fundo de Poupança Residencial (FPR). Este FPR serve para obras de grande envergadura do condomínio aberto ou fechado, obras essas como: pintura do prédio, telhado, canalizações, instalações eléctricas, portão electrónico. Este montante ficará numa conta de Depósito a Prazo e só accionada em caso das tais necessidades acima mencionadas.

Lembre-se: estes custos devem somar aos que já tem com o seu estilo de vida. Antes de assumir qualquer compromisso em viver num condomínio, faça uma análise aos seus rendimentos e gastos e proteja-se. Caro morador de um condomínio:

– Pague regularmente (mensal ou trimestralmente) o condomínio, no valor que foi estipulado pela Assembleia de Condóminos.

– Vá às Assembleias de Condóminos e leve soluções para a mesma. Evite reclamar no grupo do Whatsapp do seu condomínio quando raramente ou nunca comparece a essas reuniões.

– Respeite os seus vizinhos, desde o parqueamento, horas para fazer obras, das festas, convívios, o carregamento de mobílias e máquinas grandes e pesadas. Antes de o fazer, comunique aos vizinhos e à segurança do prédio.

– Em caso de óbito, respeite o espaço dos vizinhos. A dor da sua família tem também limites para uma boa vizinhança.

– Se estragar, danificar bens comuns dos vizinhos, assuma os mesmos no grupo do Whatsapp e nas horas seguintes, assumas as despesas de reparação.

– A segurança também passa por si e pelos seus actos. O amigo do alheio está sempre atento.

– Sujou, limpe.

– Saúde os vizinhos. É bom viver num condomínio. Aproveite esse benefício para si e para a sua família.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Sozinho António

    03/10/2023 at 6:48 pm

    Informação interessante e útil. Parabéns pelo artigo Dr. DS.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *