Connect with us

Politica

“O país não tem Governo”, afirma UNITA

Published

on

A UNITA, através do seu grupo parlamentar, apresentou esta quarta-feira, 14, o balanço das actividades realizadas pelos deputados nas 18 províncias do país. O relatório das acções realizadas na semana passada foi apresentado pelo presidente do grupo parlamentar, Liberty Chiyaka, que na ocasião fez duras críticas aos governos e comandos provinciais que se recusaram a receber os deputados do maior partido da oposição em Angola.

Liberty Chiyaka sublinhou que tal comportamento demonstra que no país “não temos governo, mas apenas cidadãos no poder”. O político justifica que “uma coisa é termos governo que faz governação, e outra é termos cidadãos no poder que fazem exercício do poder”.

“Gestão do poder e governação são coisas totalmente distintas”, disse e afirmou que “o país está sem Governo”.

Falando aos órgãos de comunicação social, o parlamentar sublinhou “como é possível num país onde tem Governo, mandar seguranças e auxiliares de limpezas controlarem as provas no ensino geral. Situação que não cabe na cabeça de um governante”, lamentou.

Na óptica do político da UNITA, para que se seja um bom governante, o cidadão tem que atender um perfil, entre eles, “ter um bom carácter, ser competente e ser responsável”.

Para a UNITA, “a saudação de cortesia, não é uma questão política, é sim, uma questão de educação, civismo e de ética”.

“Quando os governantes não têm boa educação, o país não vai ser bem dirigido. O resultado é que mandam os seguranças e auxiliares de limpezas a controlarem as provas”, criticou.

Dada essas realidades e situações sociais em que verificaram nas demais províncias, a UNITA reitera que o país não tem governantes.

Liberty Chiyaka disse que apesar de alguns governadores provinciais terem rejeitado  receber os parlamentares, fez referência de outras províncias em que os deputados foram recebidos pelos seus vice-governadores, tais como as províncias da Huíla, Huambo, Namibe e Cuanza Sul.

O líder do grupo parlamentar destacou, em tom alto, a governadora do Cunene, Gerdina Ulipamue Didalelwa, de ser a única entre os governadores das 18 provinciais que recebeu a delegação dos parlamentares da UNITA, e ofereceu saudações de cortesias, sublinhando uma vênia e de boa educação, dando nota positiva à governante do Cunene.