Connect with us

Mundo

“O mundo precisa de soluções comprovadas para eliminar VIH/Sida”

Published

on

Neste 1º de Dezembro, as Nações Unidas celebram o Dia Mundial de Combate ao VIH/Sida. O secretário-geral da organização, António Guterres, destacou os resultados de um relatório publicado pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre VIH/Sida, Unaids.

O levantamento aponta que as desigualdades estão a bloquear o progresso para o fim da pandemia e para alcançar as metas previstas para 2030.

Guterres lembra que o mundo prometeu acabar com a doença até o final da década, mas está longe de cumprir a meta e corre o risco de milhões de novas infecções e mortes.

Ele pede aos governos de todo o mundo que tornem realidade o slogan “Equidade Já”, ou “Equalize”, em inglês, que foi escolhido para campanha deste ano.

Guterres citou que existem “soluções práticas comprovadas” que podem ajudar a acabar com a Sida, como mais financiamento para aumentar a disponibilidade, qualidade e adequação dos serviços para tratamento, testagem e prevenção do VIH.

Para ele, todos precisam ser respeitados e acolhidos. E é urgente implementar de melhores leis, políticas e práticas para combater o estigma e a exclusão enfrentados pelos soropositivos.

Segundo Guterres, as desigualdades multifacetadas, que perpetuam a pandemia, podem e devem ser superadas. E para acabar com a Aids, é preciso acabar com as diferenças.