Connect with us

Diversos

“O clima está pesado, mas há paz” – dizem manifestantes sobre actuação da Polícia

Published

on

Centenas de jovens concentram-se neste momento, de fronte a Sotecma, a escassos metros do Comando Provincial de Luanda, reunidos para darem início à Manifestação Nacional, prevista para ocorrer hoje em Luanda e outras doze províncias.

Desde a noite de sexta-feira era visível o aumento de agentes da Polícia nas ruas, contudo, até o momento, embora “o clima esteja pesado, há paz”, confidenciaram alguns manifestantes ao Correio da Kianda.

Há poucos minutos, o secretário da Juventude Unida Revolucionária de Angola (JURA), Nelito Ekuikui, e o número um da UNITA na capital, Adriano Sapiñala, partilharam vídeos a confirmarem presença na manifestação contra a subida dos preços da gasolina e da cesta básica, o fim da venda ambulante e a proposta de Lei do Estatuto das ONGs.

Ontem, o Governo Provincial de Luanda emitiu uma carta a informar que a insuficiência de informações inviabiliza a realização da manifestação na capital.

Em resposta, a auto denominada Organização da Manifestação Nacional do dia 17 de Junho de 2023 (OMN-17) diz estar convicta de que “até ao momento agiu dentro dos parâmetros legais, logo, mantém a intenção de realizar, no dia marcado e no local marcado, a referida Manifestação. Quanto ao resto é um não assunto”.

“Cidadãos são livres de individualmente participarem da manifestação” – UNITA