Connect with us

Opinião

O Campeonato Mundial de Futebol Feminino e seu Impacto nos Meios de Comunicação

Published

on

Ao longo dos anos, o Campeonato Mundial de Futebol Feminino tem tido um crescimento significativo, tanto em termos de qualidade do jogo quanto em termos de visibilidade. Esse interesse tem um impacto notável nos meios de comunicação, que desempenham um papel fundamental na divulgação do evento, promovendo a igualdade de género e aumentando a visibilidade da modalidade em cada vez mais plataformas. Para além disso, é, em grande parte, graças aos media que tem sido possível começar a desconstrução de estereótipos de género e a promoção de uma imagem mais empoderada e positiva das jogadoras, não apenas de futebol mas do desporto, no geral.

Se, por um lado há uma crescente procura por conteúdo desportivo feminino, por outro, esta também aumenta à medida que as redes de televisão aumentam a cobertura dos jogos, transmitindo partidas ao vivo e proporcionando maior visibilidade para as seleções femininas, destacando as suas habilidades técnicas, dedicação e paixão pelo jogo, os meios de comunicação têm ajudado a mudar a percepção pública sobre o futebol feminino.

O campeonato de Futebol Feminino que está a decorrer na Austrália e Nova Zelândia é prova disso. Para além de um crescimento da audiência e uma inclusão, com diversas equipas africanas a chegarem aos quartos, nesta edição em particular, tem de uma forma mais consciente, dar voz às questões de igualdade de género e equidade no desporto. Reportagens e entrevistas com atletas, treinadoras e figuras importantes do futebol feminino têm colocado em destaque as lutas e conquistas das mulheres, promovendo um debate importante sobre a necessidade de mais investimentos e apoio para o desenvolvimento do futebol feminino em todo o mundo.

Na DStv, o foco na equidade no desporto não é novo. A nossa plataforma transmite, em directo modalidades desportivas femininas que incluem Natação, Basquetebol, Voleibol, Rugby Golf e ténis para mencionar apenas alguns. 

Mais do que isso, este ano, durante o Mundial Feminino de Netball que decorreu em Cape Town de 28 de Julho a 06 de Agosto, o canal SuperSport apresentou, pela primeira vez uma equipa de produção constituída por 250 mulheres que fez a cobertura do evento.

Foi a primeira vez, no mundo, que uma equipa 100% feminina produziu um campeonato mundial, sobretudo num sector em que ainda há poucas oportunidades de trabalho para mulheres. O processo de selecção e a formação foi rigoroso e incluiu coaches e mentores, durante uma experiência prática de produção de 200 jogos de netball em directo. Com dedicação contínua, as equipas femininas dos canais SuperSport estão empenhadas na promoção da visibilidade das mulheres no mundo dos desportos, deixando uma marca positiva e duradoura na indústria.

À medida que o interesse continua a crescer, é essencial que os meios de comunicação continuem a apoiar e investir na cobertura do futebol feminino, garantindo que essa revolução desportiva seja uma realidade sustentável e duradoura.  

Artigo de Opinião escrito por
Estefânia de Sousa
Directora para os Assuntos Corporativos da DStv Angola

Colunistas