Conecte-se agora

Opinião

O bairro e o turbilhão de problemas

Ladislau Neves Francisco

Publicados

on

- bairro dos minist  rios  - O bairro e o turbilhão de problemas

As novidades são muitas! Parece que todos os dias há  um assunto a ser seriamente trabalhado e em vias de ver a solução encontrada por quem nada mais deve fazer que isso, apresentar soluções aos problemas de todos nós, o executivo.

Ficas um dia sem ver as notícias,  e já estás quase que totalmente desenquadrado… É muita rodagem, parece filme: É cartão de municípe, bairro dos ministérios, passe para transportes públicos, município a mudar de nome para atrair turistas…, como disse acima, é muita rodagem!

A parte má que ao mesmo tempo é boa, sem filosofia, apesar de roçar a dita cuja, é que maior parte, quase todo o bolo de temas não passa de palavras. Palavras que o tempo pode levar, como aliás leva e tem levado muita coisa.

Há entretanto, algo que estas, ainda que meras promessas, planos não escondem, a forma como os nossos governantes olham para o país. Parece literalmente que não olham para o mesmo país  que nós meros mortais que lutam todos os dias pela sobrevivência num país que a cada dia que passa vai dando as mais claras evidências de estar em recessão. Pois é, enquanto vamos nos endireitando cortando isto e aquilo para viver bem mas sem os excessos que já eram hábito, os nossos governantes parecem fortemente empenhados numa muito importante  missão de experimentar coisas, e pior, experimentar como se não tivesse qualquer efeito na vida do mero mortal como eu, você e demais cidadãos.

País com turbilhão de problemas, desde seca no Cunene, fome no Cuando Cubango a falta de energia eléctrica numa boa parte dos municípios, e os nossos governantes, aqueles que devem fazer escolhas por nós, pensam em construir um belo bairro para os ministérios, com a justificação de que se gasta muito com arrendamento dos locais onde agora estão, enfim, só podemos estar a ver países diferentes! Se juntar isso ao facto sobejamente conhecido de o país estar a se endividar até ao “pescoço”…, melhor nem pensar, evitar dor de cabeça.

E para kuiar mais, a solução que todos sabemos que mais que solução é o único caminho, a tal da diversificação da economia, está cada vez mais distante da esquina que estamos a entrar.
É engraçado, mas não tem graça. Somos efectivamente especiais, agora entendo!

 

O bairro e o turbilhão de problemas

Continue Lendo
Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Avatar

    Truman

    02/08/2019 às 10:36 pm

    Nao vejo razöes pra tanta meskinhice. É täo facil perceber q a ser unvestimento privado, embora c a magra participaçao ds $300 do estado, os benefícios associados säo d extrema importäncia para a economia, fomento d emprego e aumento da efuciência administrativa. A ser Como o Ministro da co struçao exclareceu, sou plenament d acordo, nomeadament, a inêxistência d uma data “para breve execussao”, reduzida intervençao do estado nos custos, execussao faseada, fomentar o empreg durante e após sua execussao, melhoramento da imagem da capital e consequente atratividade d investimento extrangeiro entre outros. Admais, bilhoes e bilhoes d dolares voaram, a agua nunca xegou nem no Cunene nem em Menongue, nao vao me dizer aki q o país vai parar pelos $300. A isto é q xamo d meskinhice. Os problemas sociais d Angola, nomeadament a seca, resolvem-s + com inteligência do q propriament o enterro formal d bilhoes e bilhoes d dolares. Este n é 1 problema q acabe em 2,5 anos, exige reforma profunda das lideranças ” cabeças ócas” e sobretudo a instinçao total dos marimbondos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (268)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (17)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (65)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação