Connect with us

Mundo

Número de mortos devido às cheias preocupa autoridades do Quénia

Published

on

As chuvas torrenciais que atingem o Quénia desde meados de Março já causaram até ao momento 291 mortes, de acordo com o Governo queniano, que observa a redução da precipitação nos últimos dias.

O Ministério do Interior local diz que mais de 400 mil pessoas em todo o país foram afectadas pelas fortes chuvas, incluindo cerca de 280 mil deslocados das suas casas, alguns dos quais transferidos para 187 campos de acolhimento criados pelas autoridades.

O número de desaparecidos mantém-se em 75 e o de feridos em 188, informou a mesma fonte governamental.

Para fazer face à crise, o Quénia recebeu ajuda internacional das Nações Unidas, dos Emirados Árabes Unidos, do Reino Unido e de organizações como a Cruz Vermelha, sob a forma de contribuições financeiras ou de doações de alimentos e outros bens de primeira necessidade.

No entanto, os residentes de vários bairros informais da capital, Nairobi, queixaram-se de não terem recebido alojamento alternativo ou assistência financeira suficiente depois de as suas casas construídas em zonas ribeirinhas, propensas a inundações, terem sido demolidas por ordem do Governo queniano.