Connect with us

Politica

Nova sede do Arquivo Nacional de Angola custou USD 97 milhões

Published

on

Noventa e sete milhões de dólares foi quanto custou a construção da nova sede do Arquivo Nacional de Angola, que será inaugurada, este ano, no quadro das comemorações do 45º aniversário da independência nacional.

O orçamento inicial de 72 milhões de dólares sofreu um incremento de 25 milhões, estes últimos destinados às acções de interligação da rede de energia, água, ajustes finais e apetrechamento, segundo soube a Angop.

“Vamos inaugurar, ainda este ano, as novas instalações do Arquivo Nacional de Angola, guardião da memória, da história e da cultura do povo angolano”, anunciou o Presidente da República, João Lourenço, no seu discurso sobre o Estado da Nação, no dia 15 de Outubro.

Segundo apurou a Angop, o imóvel, que começou a ser erguido em 2008, numa área de quatro hectares, tem 30.540 metros quadrados de construção, num total de cinco pisos.

Localiza-se numa área estratégica junto do Campus da Universidade Agostinho Neto, próximo do Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

O novo Arquivo Nacional de Angola terá, entre outras dependências, 69 salas de arquivo, 39 escritórios, dois laboratórios, três salas de exposições, dois auditórios e nove salas de formação.

O edifício surge no âmbito da concretização da agenda do Plano Nacional de Desenvolvimento, que prevê, para a área da Cultura, entre outros objectivos, a implementação do Sistema Nacional de Arquivos.

A infra-estrutura, cuja construção está a cargo do Gabinete de Obras Especiais (GOE), permitirá a correcta melhoria da acomodação da documentação existente no Arquivo Nacional de Angola, assim como a incorporação dos documentos produzidos depois de 1975 pelos Órgãos de Soberania.

Estes arquivos serão transferidos para aquela instituição, com o propósito de melhorar a conservação e qualidade de serviços no acesso dos investigadores e estudantes ao seu acervo.

O Arquivo Nacional de Angola, abreviadamente ANA, é uma pessoa colectiva de direito público, do sector administrativo, dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa, financeira e patrimonial.

Tem como objecto principal coordenar a política arquivística nacional, avaliar, recolher, classificar, conservar e  divulgar os documentos  de valor arquivístico  e histórico, formular as  directrizes  gerais  e  supervisionar metodologicamente  o funcionamento do Sistema Nacional de Arquivo.

Criado pelo Decreto nº 51/09, do Conselho de Ministros, datado de 16 de Setembro de 2009, o Arquivo Nacional de Angola tem a sua actual sede na Rua Félix Machado, nº 49 r/c, à baixa de Luanda.

Por Angop 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (7)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (88)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD