Connect with us

Sociedade

“No futuro, o país terá muitos enfermeiros formados sem emprego”, alerta bastonário 

Published

on

O bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola (ORDENFA), Paulo Luvualu, informou, nesta quarta-feira, 01, em Luanda, que metade dos mais de 25 mil profissionais de enfermagem formados, anualmente, no país, não é absorvida pelo mercado de trabalho.

O bastonário da ORDENFA explicou que, entre 2018 e 2020, num levantamento feito pela organização, concluiu-se que muito longe da metade dos mais de 25 mil profissionais de enfermagem que as instituições formam, anualmente, ficam empregados no sector público ou no privado.

“No futuro, o país terá muitos enfermeiros formados sem emprego, o que não é bom, já que, quando se faz um investimento, deve-se colher frutos. Contudo, aqui não haverá frutos”, alertou o bastonário.

Na ocasião Paulo Luvualu anunciou a realização do V Congresso Internacional da Ordem dos Enfermeiros de Angola (ORDENFA), que se realiza, em Luanda, nos dias 25 e 26 de Novembro deste ano.

Paulo Luvualu fez saber que no conclave que irá decorrer no auditório do Memorial António Agostinho Neto, serão abordados oito eixos temáticos, entre os quais a Liderança, Ética e Legislação da Enfermagem.

O bastonário explicou que essa abordagem surge pelo facto de muitos profissionais formados não conhecerem a legislação do sector nem os princípios éticos e deontológicos. Para o responsável da enfermagem, a culpa não deve ser atribuída a esses enfermeiros, mas sim de quem os forma. “Vamos propor às autoridades para que haja um melhoramento do conteúdo programático, no sentido de se incluir nos cursos de Enfermagem uma cadeira que verse sobre a legislação, para que o profissional conheça quais são os seus deveres e obrigações perante a lei”, disse.

A formação em enfermagem é outro assunto que será escalpelizado no certame. De acordo com o líder da organização, nesse tema haverá uma interacção com profissionais do Brasil, Cuba e Portugal, com vista a partilharem as suas experiências, até por ser nesses países onde foram formados os primeiros angolanos licenciados na área.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (17)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (89)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania