Connect with us

Mundo

Nigéria: quase 32 milhões de pessoas enfrentarão crise de fome entre Junho e Agosto

Published

on

A organização não-governamental “Save the Children” afirma que uma entre seis crianças passa fome na Nigéria, mais 25% do que em 2023, devido ao aumento da insegurança, conflitos prolongados e aumento dos preços dos alimentos.

De acordo com um comunicado da organização divulgado nesta sexta-feira pela Reuters, a análise da organização dos números divulgados pelo Quadro Harmonizado, que identifica a insegurança alimentar e nutricional no Sahel e na África Ocidental, indica-se que quase 32 milhões de pessoas na Nigéria, incluindo 15,6 milhões de crianças, enfrentarão crise de fome entre Junho e Agosto, se não receberem assistência alimentar e monetária.

Embora estes sejam os meses em que normalmente a fome atinge os valores mais elevados na Nigéria, mais um quarto das crianças deverá passar fome, em comparação com 2023.

A análise sugere que mais de 3,4 milhões de crianças adicionais, cerca de nove mil por dia, passaram fome no último ano.

As mortes violentas, os ataques e os sequestros perpetrados por grupos armados não estatais no norte do país afectaram a produção alimentar, perturbaram os mercados locais e levaram os agricultores a fugir das suas explorações.