Connect with us

Mundo

Níger: retirada das tropas francesas concluída ainda este mês

Published

on

O Conselho para a Salvaguarda da Pátria, no poder no Níger, anunciou hoje que a retirada das tropas francesas do país vai estar concluída a 22 deste mês.

O CNSP declarou que “este processo de retirada” prossegue “de forma coordenada e segura”, desde o início, em Outubro. Até agora, 1.346 soldados franceses e 80% do equipamento logístico deixaram o país, restando apenas 157 soldados, principalmente responsáveis pela logística.

A saída dos militares franceses foi uma das primeiras exigências das autoridades do Níger depois de terem chegado ao poder através de um golpe de Estado, há mais de quatro meses, derrubando o então Presidente eleito Mohamed Bazoum.

A junta militar do Níger acusou a França de enviar tropas para vários países da África Ocidental como parte dos preparativos para uma possível intervenção militar junto com o bloco regional CEDEAO no Níger.

Num comunicado lido na televisão estatal, a junta também repetiu o seu apelo à saída das tropas francesas do seu território – uma importante fonte de tensão entre os antigos aliados desde a deposição do presidente Mohamed Bazoum, em 26 de Julho.

As relações entre o Níger e a sua ex-colonizadora França azedaram desde que Paris declarou a junta ilegítima. No meio de uma onda de sentimento anti-francês, os líderes do golpe também seguiram a estratégia das juntas nos vizinhos Mali e Burkina Faso na tentativa de pôr fim aos laços militares de longa data com a França na luta regional contra as insurgências islâmicas.

Embaixador francês retirado do Níger