Connect with us

Cultura

Nguxi dos Santos Homenageado no FESC-KIANDA de curta metragem

Published

on

O cineasta angolano Augusto Manuel dos Santos ‘Nguxi dos Santos’, foi homenageado esta semana, na cerimónia de abertura do Festival Internacional de Cinema de Curta Metragem (FESC-KIANDA), que decorre, em Luanda, desde a última quinta-feira. Além de exibição de filmes, o festival reserva debates e palestra a volta de temas de interesse dos amantes do cinema a nível da lusofonia.

Na cerimónia, Nguxi dos recebeu das mãos da Secretaria de Estado da Cultura, Maria da Piedade, os prêmios de reconhecimento pelos seus feitos e contributo na cultura e no cinema angolano.

Nguxi dos Santos louvou a iniciativa e “a atitude” dos organizadores do festival, pela homenagem, tendo dito que espiritualmente sente bem pelo gesto dos jovens organizadores do evento que exibe 36 filmes de diferentes cineastas de nove países da Comunidade de Língua Portuguesa.

“É muito bom ser reconhecido. Não acredita que quando eu comecei a trabalhar eles (os organizadores) ainda não estavam nascidos, e são eles que hoje me vêm homenagear. Se calhar, mesmo os da minha geração ainda não fizeram isso. Temos mais coisas para mostrar e vamos mostrar mais coisas”, disse, acrescentando que está feliz com o gesto.

Questionado sobre o estado actual do cinema, o também realizador da Televisão Pública de Angola disse que está bem, mas que precisa de aposta na formação “porque fazer cinema não é impírico e é preciso estudar”. “o Estado tem de ter políticas para apoiar o cinema angolano”, afirmou.

Entretanto, instruiu os jovens que pretendam entrar o mundo da produção audiovisual a iniciar com a pequenas produções e a medida que forem evoluindo, ascenderem para a longa-metragem, que considerou de “muito difícil”.

Nascido a 22 de Janeiro de 1960, no Nzeto, Província do Zaire, Augusto Manuel dos Santos, iniciou a sua carreira como repórter de guerra da Televisão Pública de Angola (TPA), entre 1979 e 1989. Foi militar enquadrado na Direcção Política do Departamento de Cinema das FAPLA, tendo filmado a batalha entre o exército angolano e o sul africano.

No mundo do cinema produziu diversos filmes e documentários, o que lhe permitiu internacionalizar a sua carreira, com marcas de reconhecimentos em diversos países como Cuba, Moçambique, Cabo-Verde, Venezuela, entre outros.

Tem ainda registos na literatura científica com lançamento de dois livros sobre a história do cinema e da TPA, onde trabalha há mais de 40 anos.

Sobre o FESC-KIANDA

Iniciado na quinta-feira 17, o Festival Internacional de Cinema de Curta Metragem (FESC- KIANDA), é uma iniciativa da VS LEQUEUS AUDIOVISUAL, que vai já na sua terceira edição, com a exibição de um total de 36 filmes de Angola, Brasil, Cabo-Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
Com acesso gratuito para o público, o festival que decorre no Centro Cultura Angola Brasil, na Mutamba, termina na próxima sexta-feira 24 de Fevereiro de 2022.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *