Connect with us

Politica

Não transformemos a recomendação do Conselho da República numa decisão, afirma Mário Pinto de Andrade sobre as autarquias

Redação

Published

on

O Secretario do BP do MPLA para os Assuntos Politicos e Eleitorais, Mário Pinto de Andrade contesta as críticas dos partidos da oposição e alguns círculos da sociedade que consideram que o combate a corrupção está a ser selectivo.

“Quer dizer as pessoas têm de entender que doe a quem doer o combate a corrupção veio para ser feito sem selectividades”.

Para o politico que falava durante as “Conversas da Kianda Improvaveis”, que visou assinalar o terceiro aniversário do Correio da Kianda, disse que “quem inventa a selectividade é a imprensa, a imprensa é que inventa a selectividade, e outros partidos da oposição”.

Sobre a realização das eleições autárquicas prevista para este ano, Pinto de Andrade aconselha a não transformar a recomendação entre o Conselho da República e o Presidente da República, numa decisão.

“É uma recomendação. Não transformemos uma recomendação numa decisão”.

O membro dirigente do MPLA no que toca o processo que envolve Manuel Pereira da Silva, recém-nomeado pelo CSMJ para Presidente da CNE, defendeu haver credibilidade nas Instituições do Estado.

“Tem de haver respeito, nós em Angola estamos a falar de credibilidade as instituições. Então temos que credibilizar as instituições. Não podemos sujar o nome das pessoas na internet”.

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (20)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania