Connect with us

Politica

“Não devemos colocar os interesses partidários acima das vidas”, diz Rafael Savimbi

António Cassoma

Published

on

O secretário das Relações Internacionais e Comunidade e filho do presidente fundador da UNITA, Rafael Massanga Savimbi, em entrevista ao Correio da Kianda, “repudia a tentativa de aproveitamento político, quer do MPLA, da UNITA e das demais forças políticas em Luanda e no resto do país decorrente da situação pandémica em que vivemos”.

Rafael Massanga disse que é o “momento em que devemos estar todos unidos, de forma a superar este período de enormes dificuldades pelo qual passamos. Embora o MPLA tente fazer aproveitamento político, tenho a lamentar que se utilize esta situação para este fim”.

O filho de Jonas Savimbi entende que o momento actual é de “vida ou morte. É necessário juntarmos as mãos, não importa se és do MPLA, UNITA ou os demais partidos”. Massanga é de opinião que quando “se está a fazer uma acção solidária, não é necessário usar símbolos ou camisolas com rosto do presidente de um partido”.

O político disse que ¨se a UNITA e outros da oposição fizeram essa publicidade, fizeram-no em resposta ao MPLA¨. Para Rafael Savimbi “é importante que não coloquemos os interesses partidários acima das vidas”.

“A solidariedade é um sentimento individual, interno e profundo, não é preciso que alguém saiba que o partido A ou B, ou aquele ou este cidadão deu isto ou aquilo¨, disse.

O parlamentar entende que as desobediências das regras do cumprimento das orientações pelos órgãos de Estado, no combate à pandemia do covid-19, devem-se porque os cidadãos perderam confiança nos dirigentes.

¨Em Angola há pouca disciplina porque os cidadãos não acreditam nos seus dirigentes¨. Rafael pensa que “os cidadãos acham que cada orientação de um dirigente, a tendência é de se apropriar de alguma coisa, isto é o resultado da corrupção”.

Para o deputado, a pandemia veio agravar a crise económica global, em particular em Angola, segundo ele. ¨Hoje, o país encontra-se numa agonia económica¨. O governo tem maior responsabilidade acrescida, em face da situação de crise que se agravou por causa da covid-19,  no seio das famílias, para que se minimize esta situação”.

Rafael Massanga Sakaita Savimbi apela a todos os cidadãos a cumprirem escrupulosamente com as orientações que estão a ser passadas pela comissão de combate a covid-19, porque entende que é uma questão primordial. “O coronavírus não está a escolher se é presidente, deputado, jornalista, pobre ou rico¨.

Durante a conversa, o homem forte das relações exteriores e comunidade do maior partido na oposição em Angola, lamenta a morte do jovem médico, morto supostamente pelos agentes da Policia Nacional, em Luanda, por não ter usado máscara facial na sua própria viatura.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD