Connect with us

Sociedade

“ Não acusem só a Polícia, são os procuradores que mais soltam os violadores de crianças em Luanda”, revela agente do SIC

Published

on

As queixas de solturas sem acareação, de individuos acusados de violarem menores de idade, com argumentos de falta de prova por parte de alguns procuradores em Luanda, é um facto, que tem estado a deixar cada vez mais familias cépticos quanto ao funcionamento da justiça no País.

Recentemente, uma cidadã que recorreu ao Serviço de Investigacão Criminal do zango na Centralidade do zango 8 mil, viu-se indignada, depois de se deparar com a soltura do acusado de ter abusado a sua filha, três dias depois deste ter sido detido. De acordo com a mesma, que pediu omissão do seu nome, indagada pelo Jornalista do Correio da Kianda, sem gravar entrevista, disse , que o acusado terá confessado o crime junto do SIC na primeira acareação.

“Como é possível uma pessoa que violou a minha filha mais de quatro vezes, e confessou ter cometido os crimes, foi encaminhado para aqui no zango 8 mil para formalizar a sua detenção e acaba sendo solto, sem ouvir a parte lesada? Lamentou.

Em resposta as lamentacões da referida cidadã, que ja se encontrava no exterior das instalacões do SIC, um agente do Serviço de Investigacão que solidarizou-se com a cidadã, disse a mesma, “ Não ser culpa dos agentes do SIC nem da Polícia, as solturas de individuos envolvidos em actos de estupro, daí que, segundo o agente, não ser justo que de forma recorrente se atribua culpas a Polícia e aos agentes do SIC, como culpados.

“Não chores minha senhora, ainda podes recorrer desta decisão do procurador. Por outra, nem sempre a culpa é da Polícia, até porque até mesmo nós do SIC, as vezes não concordamos com as medidas que são aplicadas pelos procuradores a individuos como estes. Disse!

Colunistas